PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Investidor do Tesouro Direto poderá fazer aporte e resgate durante suspensão

Bárbara Nascimento

São Paulo

16/08/2018 13h53

A Secretaria do Tesouro Nacional vai permitir que os investidores do Tesouro Direto solicitem aportes e resgates mesmo durante os períodos de suspensão do sistema. Essas operações serão efetivadas logo que o mercado for reaberto aos novos preços e taxas divulgados pela secretaria.

Segundo o Tesouro, o investidor poderá fixar o valor que quer comprar em títulos antes da reabertura. Mas, como as taxas e preços passam por mudanças no momento da suspensão, só saberá o tamanho da fração de títulos que conseguirá comprar após a reabertura. Essa fração será sempre arredondada para baixo, para que o investidor não tenha que colocar mais dinheiro.

As operações durante o período de suspensão deverão ser feitas diretamente no portal do investidor, no site do Tesouro Direto.

O governo suspende as operações do Tesouro Direto sempre que o mercado está muito instável, uma forma de tentar proteger o investidor. Só nesse mês foram quatro suspensões em dois dias, 10 e 13 de agosto.

Isso acontece porque, em momentos de instabilidade, as taxas oferecidas para os títulos públicos podem ficar descoladas das taxas que o mercado passa a praticar. Nesses casos, o Tesouro suspende as negociações para atualizar preços e taxas.