IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Piora no comércio EUA-China pode cortar projeções de crescimento global, diz FMI

Gabriel Bueno da Costa

São Paulo

05/06/2019 17h42

Diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde afirmou nesta quarta-feira que apenas a piora no comércio bilateral entre Estados Unidos e China já pode provocar uma queda na projeção de crescimento global em 0,5 ponto porcentual. Durante evento em Washington, Lagarde disse que a previsão de dois meses atrás do FMI de fragilidade e precariedade na retomada econômica global "se confirmou".

Lagarde ressaltou que qualquer elemento que atrapalhe o comércio, como por exemplo tarifas, acaba por representar um freio no crescimento. Ela foi questionada sobre tensões recentes entre EUA e México, mas se concentrou em sua resposta neste momento nas dificuldades no diálogo entre americanos e chineses, já presente em projeções recentes do Fundo.

A diretora-gerente do FMI afirmou que alguns emergentes têm mostrado resultados econômicos "um pouco mais fracos do que o previsto", sem citar exemplos. Além disso, advertiu que muitos países atualmente têm "pouco ou nenhum" espaço fiscal atualmente, o que dá menos margem de manobra para o combate a um quadro de piora econômica.

Economia