IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Bolsonaro: se oposição argentina revir Mercosul, acordo com UE pode 'fazer água'

O presidente Jair Bolsonaro foi ao Mineirão para a partida entre Brasil e Argentina - Mauro PIMENTEL / AFP
O presidente Jair Bolsonaro foi ao Mineirão para a partida entre Brasil e Argentina Imagem: Mauro PIMENTEL / AFP

Mariana Haubert e Mateus Vargas

Brasília

16/08/2019 14h14Atualizada em 16/08/2019 15h54

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou nesta sexta-feira, 16, que se o candidato da oposição às eleições argentinas Alberto Fernández, que tem como vice a ex-presidente Cristina Kirchner na chapa, vencer o pleito e decidir por rever o Mercosul, o acordo com a União Europeia poderá "fazer água". Mais cedo, ele referendou a declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que o Brasil pode deixar o bloco, caso isso aconteça.

Questionado sobre se suas últimas declarações contrárias a Fernández e Kirchner podem criar uma situação difícil em relação ao país vizinho, Bolsonaro afirmou: "Difícil é depois que a Cristina Kirchner voltar."

"Ela é vice, o candidato cabeça de chapa já visitou o Lula, falou que é uma injustiça a sua prisão, já disse que vai rever o Mercosul e o Paulo Guedes acabou de falar que se tiver problema com a Argentina, a gente sai do Mercosul", disse o presidente da República brasileiro.

Economia