PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Alegações contra HSBC e StanChart também envolvem Deutsche Bank e bancos dos EUA

Sergio Caldas

São Paulo

21/09/2020 07h54

Alegações de que os britânicos HSBC e Standard Chartered movimentaram grandes somas de fundos ilícitos por um longo período, apesar de indícios de sua origem duvidosa, envolvem também o alemão Deutsche Bank e bancos dos Estados Unidos.

Segundo documentos obtidos pela BuzzFeed News e organizações noticiosas que incluem o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ, pela sigla em inglês), grandes bancos europeus fizeram mais de US$ 2 trilhões em transações suspeitas entre 1999 e 2017.

Os documentos foram submetidos à Rede de Combate a Crimes Financeiros (FinCEN), órgão do Departamento do Tesouro dos EUA, e detalham operações supostamente ligadas a crimes financeiros, como lavagem de dinheiro.

A reportagem também cita movimentações financeiras atípicas do Deutsche Bank, maior banco da Alemanha, e dos americanos JPMorgan Chase, Bank of America e Bank of New York Mellon, assim como da operadora de cartões American Express.