PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Delfim Netto diz que Guedes e Maia agiram como crianças

20.jun.2016 - O ex-ministro e ex-deputado Delfim Netto participa de encontro com empresários da indústria brasileira na sede da Fiesp, em São Paulo - Jales Valquer - 20.jun.2016/Fotoarena/Estadão Conteúdo
20.jun.2016 - O ex-ministro e ex-deputado Delfim Netto participa de encontro com empresários da indústria brasileira na sede da Fiesp, em São Paulo Imagem: Jales Valquer - 20.jun.2016/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Francisco Carlos de Assis

06/10/2020 17h18

O economista e ex-ministro da Fazenda Delfim Netto disse nesta terça, 6, que, depois de terem agido com crianças, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) parecem terem tomado um "chá de maior idade" nesta segunda, 5.

Ele fez a comparação ao se referir à reconciliação pública que Maia e Guedes fizeram após terem rompido suas relações em meio a discordâncias com projetos de governos dependentes de aprovação do Parlamento e desentendimentos quanto às suas visões sobre medidas que afetam as contas públicas e o teto de gastos. Delfim participou de uma live organizada pelo Nova Futura Investimentos sob o título de "A recuperação do Brasil".

"O que eu vi ontem foi um como um passo adiante, mas se permite a observação, foi um comportamento de criança", disse Delfim. Ele disse admirar Maia e Guedes. Maia porque, de acordo com ele, é um líder e tem contribuído para mudanças importantes no País. Guedes, de acordo com o ex-ministro, é um homem de muitas ideias em intervalos pequenos de tempo. "Costumo até brincar que se ele não se cuidar, vai acabar como a Dilma, que teve programas de fases 1, 2...", disse Delfim.

Para ele, é muito importante que os atores políticos entendam que uma sociedade de Estado e de Direito precisa que haja integração entre Congresso e Executivo. "Na Constituição está que todo o poder emana do povo. Então é impossível o Executivo governar sem o Parlamento".