IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

Cepal prevê menor crescimento na AL e Caribe, 1,2% em 2023; Brasil deve avançar 0,8%

São Paulo, 21

21/04/2023 17h21

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), ligada à Organização das Nações Unidas (ONU), espera desaceleração do crescimento econômico na América Latina e no Caribe em 2023, com um avanço de 1,2% no ano. Para o Brasil, a perspectiva é de alta de 0,8% do Produto Interno Bruto (PIB). O menor avanço da atividade econômica em outras regiões do mundo e o fraco avanço do comércio mundial, bem como altas de taxas de juros em âmbito global e turbulências financeiras recentes são alguns argumentos apontados para sustentar a estimativa. "Embora as pressões inflacionárias tenham se desacelerado, cabe esperar que as taxas de política monetária permaneçam altas durante 2023 nas principais economias desenvolvidas", acrescenta a Cepal.

A comissão estima que todas as sub-regiões devem registrar menor crescimento em 2023 ante 2022. Para a América do Sul, a estimativa é de avanço de 0,6% em 2023 (contra 3,8% em 2022); para América Central e México, a projeção é crescimento de 2% (3,5% em 2022); Caribe (excluindo a Guiana), 3,5% (ante 5,8% em 2022).

A América do Sul deve ser afetada pela queda dos preços de produtos básicos e por limitações da política interna para impulsionar a atividade. "A alta inflação impactou a renda real e está tendo efeitos sobre o consumo privado e o investimento dos países", afirma a Cepal. Nas economias do Caribe, a desaceleração prevista se baseia principalmente no fato de que a inflação afetou tanto a renda real e o consumo como os custos de produção, prejudicando a competitividade das exportações de bens e o turismo.

Para as economias da América Central (Cuba, Haiti e República Dominicana) e o México, embora o crescimento deste ano represente uma desaceleração em relação a 2022, houve uma revisão para cima em alguns casos, em comparação ao que a Cepal previu no fim de 2022. Isso se deu após a revisão para cima do crescimento dos Estados Unidos, principal parceiro comercial e primeira fonte de remessas de seus países, que afeta o setor externo e o consumo privado. Além disso, os menores preços da energia previstos para este ano em comparação com 2022 atuariam a favor, dado que vários países são importadores líquidos de combustíveis.

De modo geral, a comissão considera que os países da América Latina e Caribe têm mais uma vez, em 2023, espaço limitado para políticas fiscais e monetárias. Assim como no resto do mundo, a inflação na região mostra uma tendência à baixa. Apesar da possibilidade de estar próxima uma conclusão do processo de elevação de taxas em vários países da região, seus efeitos sobre o consumo privado e os investimentos se farão sentir com mais força neste ano, de acordo com o grupo.

A Cepal tampouco espera um ciclo relaxamento monetário generalizado na região, dada a recente volatilidade financeira global desencadeada por problemas nos bancos de países desenvolvidos e o fato de que a inflação regional permaneceria em níveis elevados ante os vigentes antes da pandemia.

No campo fiscal, a Cepal avalia que há pouca margem de manobra para as autoridades, enquanto os níveis de dívida pública permanecerem altos. "Num contexto de altas demandas por gasto público, serão necessárias medidas para fortalecer a sustentabilidade fiscal e ampliar o espaço fiscal mediante o fortalecimento da capacidade de arrecadação e redistribuição da política tributária", diz o organismo.

A Cepal pondera, por fim, que a projeção de crescimento da região em 2023 pode sofrer redução caso ressurjam e se acentuem as turbulências do sistema bancário global (ou do sistema financeiro), o que resultaria num endurecimento mais persistente das condições financeiras mundiais, com os consequentes impactos sobre o acesso e custo do financiamento. Também persistem incertezas sobre os efeitos para o crescimento econômico, preços das matérias-primas e comércio mundial do prolongamento da guerra na Ucrânia e aumento da fragmentação geoeconômica.

Contato: clarice.couto@estadao.com