IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

'Não queremos perder espaço de exportação para a Argentina', diz Haddad

10.04.23 - O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, em reunião de ministros no Palácio do Planalto - REUTERS/Ueslei Marcelino
10.04.23 - O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, em reunião de ministros no Palácio do Planalto Imagem: REUTERS/Ueslei Marcelino

Antonio Temóteo e Thaís Barcellos

Em Brasília

02/05/2023 13h46Atualizada em 02/05/2023 14h13

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou hoje que mais de 200 empresas brasileiras não estão exportando nem recebendo o pagamento pelas vendas feitas para a Argentina.

Segundo ele, o governo apresentará uma proposta para esse impasse na reunião do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, com o presidente da Argentina, Alberto Fernández, nesta terça-feira.

"Nós não queremos perder espaço de exportação para a Argentina. São mais de 200 empresas brasileiras que não estão exportando e não estão recebendo. Estão com os valores retidos na Argentina em virtude da falta de divisas. Nós vamos sentar hoje para verificar se é possível levar hoje ao presidente, em reunião seguida de jantar, uma solução para isso e assegurar que os nossos exportadores recebam pelo produto exportado", declarou o ministro da Fazenda.

Segundo Haddad, as empresas brasileiras precisam receber sem dificuldades e deve ser encontrada uma solução mediada.

O ministro ainda declarou que Argentina deve entrar com garantias para que o fluxo de pagamentos não seja interrompido.

"Não pode haver nenhum tipo de dificuldade para as empresas brasileiras. Precisamos encontrar uma solução mediada. Necessariamente a Argentina vai dar garantia para que possamos garantir que esse fluxo não seja interrompido. A forma de dar essa garantia está sendo estudada desde janeiro", comentou Haddad.