IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Projeto que eleva teto nos EUA será lido por todos em 72h antes de ser votado, diz McCarthy

São Paulo

28/05/2023 15h16

O presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Kevin McCarthy, disse neste domingo, 28, que a ideia é respeitar o prazo de 72 horas antes da votação do projeto de lei que eleva o teto da dívida norte-americana pelo Congresso do país para que todos possam avaliar o material antes da votação. "O acordo não terá milhares de páginas. Serão 150 páginas ou menos. O público também poderá ver o projeto, não apenas os parlamentares", declarou, em fala à imprensa após reunião com membros dos Republicanos.

O texto está sendo recebido pelos parlamentares neste domingo.

McCarthy afirmou que o projeto será publicado assim que a linguagem ideal for acordada. "Agora que finalizamos a linguagem, vamos nos certificar de que ambos os lados concordam com ela. Assim que tivermos isso, publicaremos o projeto. Vamos deixar os membros realmente lerem o projeto antes de tomarem uma decisão e seguirem em frente", afirmou.

No sábado, ele disse que esperava a publicação do projeto ainda neste domingo

McCarthy reconheceu que, na negociação do projeto entre Congresso e governo, o acordo não sai 100% como todos querem, mas deve deixar o país mais forte. Ele afirmou que o projeto prevê cortes de gastos e também acelerar revisões a projetos de investimento. "Isso será transformador. As pessoas podem ter empregos novamente. Vamos cortar nossos gastos e também proteger nossos militares e nossos veteranos", observou.

O líder republicano agradeceu à equipe do presidente dos EUA, Joe Biden, nas tratativas do projeto, apesar de crenças diferentes, e disse esperar que o projeto passe no Senado e seja enviado ao presidente. "Acho que as pessoas vão sentar lá e ler. Acho que é bom para o público. Você vai ter republicanos e democratas capazes de mover isso e o presidente concordou também", comentou, ao refutar preocupação com a aprovação do projeto.

No sábado, McCarthy afirmou que esperava votar o projeto para elevar o teto da dívida na próxima quarta-feira, 31.

As declarações foram concedidas após duas conversas com Biden. Ele deve falar com o líder do Executivo novamente na tarde desde domingo. Depois de uma ligação com os membros de seu partido, o líder republicano disse que estava mais otimista que pessimista.

A aceleração das tratativas entre o Congresso e o governo Biden ocorre após o Departamento do Tesouro informar na última sexta-feira que estima 5 de junho como a data em que o governo não conseguirá mais honrar suas obrigações caso o teto da dívida não seja suspenso ou elevado.

Para evitar o calote da dívida, o governo busca elevar o teto no Congresso. Neste ano, o limite da dívida, de US$ 31 trilhões (cerca de R$ 153 trilhões), foi atingido em 19 de janeiro.