Fitch rebaixa rating do Equador de 'B-' para 'CCC+'

A Fitch rebaixou o rating de Inadimplência de Emissor de Longo Prazo em Moeda Estrangeira (IDR) do Equador, de 'B-' para 'CCC+', motivada pelos risco de financiamento e deterioração das contas fiscais "com espaço limitado para financiamento adicional no mercado local e um cenário de financiamento externo desafiador".

A Fitch ainda destaca que o assassinato do candidato presidencial Fernando Villavicencio mostra os crescentes riscos políticos e de segurança.

Segundo a agência de avaliação de risco, houve um aumento nas incertezas políticas e nos desafios de governabilidade do país, que seguirão independente do resultado das próximas eleições. "A Fitch não prevê um progresso significativo da reforma para lidar com as questões fiscais e desafios de financiamento nos 18 meses restantes do mandato presidencial.

A Fitch normalmente não atribui Perspectivas a soberanos com classificação 'CCC+' ou inferior.