Anadem pede por aumento do piso salarial dos médicos e cirurgiões-dentistas no PL 1.365/2022

A Sociedade Brasileira de Direito Médico e Bioética (Anadem) enviou para a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal uma nota técnica sobre o Projeto de Lei 1.365/2022, que trata do piso remuneratório de médicos e cirurgiões-dentistas.

O documento da entidade propõe salário mínimo fixo no valor de R$ 18.709,99 para a jornada de trabalho de 20 horas semanais, enquanto o PL prevê uma base salarial de R$ 10.991,19 para a mesma jornada de trabalho, além do aumento de 50% no valor do adicional de horas extras e noturno.

"A luta por adequada remuneração aos profissionais de saúde é uma demanda antiga da maior rede de blindagem profissional do Brasil. Atuamos ativamente pelo piso da enfermagem e, agora, não mediremos esforços pelos médicos e cirurgiões-dentistas", diz o presidente da Anadem, Raul Canal.

A entidade apoiou, durante a pandemia da covid-19, a lei que garante a concessão de auxílio indenizatório e pensão especial a profissionais de saúde vítimas do vírus, assim como o piso salarial dos enfermeiros.

Deixe seu comentário

Só para assinantes