Taxas curtas de juros recuam após IPCA e as demais rondam estabilidade

Os juros curtos se ajustam em baixa ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de outubro abaixo da mediana das estimativas. O índice teve alta de 0,24%, ante avanço de 0,26% em setembro. O resultado acumulado em 12 meses foi de 4,82% até outubro, ante taxa de 5,19% até setembro.

Ambos ficaram abaixo da mediana das estimativas do Projeções Broadcast, de 0,29% e 4,87%, respectivamente, o que deve reforçar o espaço para pelo menos mais dois cortes de 50 pontos-base da Selic nas duas próximas reuniões.

Às 9h05, taxa de contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2025 cedia para 10,760%, de 10,805% no ajuste anterior.

O DI para janeiro de 2027 marcava 10,720%, de 10,716%, e o para janeiro de 2029 era negociado estável, a 11,090%.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes