Yellen promete ampliar linhas de comunicação com Pequim em encontro com vice-premiê chinês

Em um esforço para esfriar as tensões bilaterais, a secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, recebeu o vice-primeiro-ministro da China He Lifeng para um encontro na Califórnia nesta tarde. Comunicado divulgado, há pouco, pelo lado americano descreveu a conversa como "franca, direta e produtiva", em que ambos concordaram em ampliar as linhas de comunicação entre as duas maiores economias do mundo.

Segundo a nota, Yellen enfatizou a importância dos dois países gerirem as conexões diplomáticas de maneira "responsável", ainda que haja áreas de divergências. A secretária reforçou que Washington busca uma relação econômica saudável com Pequim, em beneficio das duas partes.

Apesar disso, Yellen encontrou espaço para abordar temas que contrapõem americanos e chineses. Em particular, a economista expressou preocupações sobre políticas chinesas que contrariam práticas ortodoxas de mercado, incluindo controles de exportações de grafite e outros minerais.

"A secretária Yellen sublinhou que as ações de segurança nacional dos EUA na esfera econômica baseiam-se em preocupações de segurança nacional claramente definidas, com um âmbito restrito e comunicadas de forma transparente", destaca o texto.

EUA e China garantiram que não buscam se dissociar um do outro economicamente e concordaram em trabalhar em temas de interesse comum, como mudanças climáticas, dívida soberana e fortalecimento da arquitetura do sistema financeiro internacional, de acordo com o comunicado.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes