Moedas globais: libra e euro avançam sobre dólar, com feriado nos EUA e de olho em BCs

O dólar caiu contra rivais, em dia de liquidez reduzida por conta de feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos. A libra recebeu apoio de dado que mostrou expansão do setor de serviços, enquanto o euro repercutiu ata do Banco Central Europeu (BCE). Entre emergentes, lira e rand sul-africanos avançaram após decisões dos BCs locais, mas o dólar blue teve alívio ante o peso argentino no câmbio paralelo.

O índice DXY, que mede o dólar ante seis rivais fortes, caía 0,16% hoje por volta de 18h, aos 103,753 pontos.

Os índices de gerentes de compras (PMIs) da zona do euro, da Alemanha e do Reino Unido subiram todos mais do que o esperado. Apesar disso, só o PMI industrial britânico conseguiu ficar acima da marca de 50, ou seja, indicando expansão da atividade - o que impulsionou a libra contra o dólar. A Capital Economics afirmou que a atividade não está forte o suficiente para reduzir pressões inflacionárias e, por isso, não acha que o Banco da Inglaterra (BoE) conseguirá iniciar o ciclo de cortes até o fim de 2024. Por volta das 18h (de Brasília), a libra subia a US$ 1,2535.

Ainda na Europa, a ata do BCE foi outro destaque. Para o analista Craig Erlam, da Oanda, o documento veio em grande medida como era de se esperar, "com os formuladores de política ainda não preparados para declarar vitória sobre a inflação, insistindo em manter a porta aberta para outro aumento das taxas, e ao mesmo tempo reconhecendo que estão no bom caminho para trazer a inflação de volta à meta até 2025". PMIs e a ata somados, o euro subia a 1,0908 dólar, no horário citado.

Entre emergentes, o rand sul-africano se valorizou, com o dólar caindo a 18,8226 rands na esteira da decisão monetária do BC da África do Sul de deixar juros básicos inalterados em 8,25%. A lira turca também subiu ante o dólar, com a moeda americana ficando a 28,8051 liras, depois que o BC da Turquia elevou sua taxa básica de juros de 35% a 40%.

Na Argentina, o governo de Alberto Fernández determinou aumento no imposto sobre o dólar tarjeta, fazendo com que sua cotação subisse a 950 pesos. O dólar blue, negociado no mercado paralelo da Argentina, caía a 1.015 pesos. No câmbio oficial, o dólar subia a 357,1659 pesos, de 356,6422 pesos no fim da tarde de ontem.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes