Haddad inicia agenda internacional hoje; com foco em COP, giro tem Oriente Médio e Alemanha

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, inicia nesta terça-feira, 28, uma agenda com uma série de compromissos internacionais, com destaque para a participação na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-28), que acontece em Dubai, nos Emirados Árabes, a partir de sexta-feira, 1º. Lá, Haddad dará destaque ao Plano de Transformação Ecológica (PTE) liderado pela Fazenda. Antes, por sua vez, o ministro acompanha o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Riad, na Arábia Saudita, onde a comitiva se encontra hoje com o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman.

"A reunião, agendada para o final da tarde pelo horário local, faz parte de uma série de compromissos dentro da agenda presidencial, visando fortalecer laços políticos e econômicos entre os dois países", disse a Fazenda em nota.

Na quarta-feira, 29, Haddad e Lula se encontrarão com empresários sauditas "na busca por oportunidades de comércio e investimento entre os dois países". Depois, a comitiva seguirá para Doha, no Catar, onde o ministro da Fazenda participa de eventos empresariais com foco na promoção do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) e do PTE, com previsão ainda de encontros de alto nível com autoridades catari.

Já a chegada de Haddad em Dubai para a COP está prevista para quinta-feira, 30. Segundo a Fazenda, na conferência, o ministro irá se reunir com autoridades internacionais ligadas ao meio ambiente e acompanhar Lula em eventos e encontros bilaterais.

Por fim, o chefe da equipe econômica parte para a Alemanha no domingo, 03, também acompanhando o presidente da República. A previsão é de que Haddad participe de reuniões com ministros ligados à agenda econômica e climática para debater a cooperação bilateral entre os países. O ministro também participará da consulta interministerial Brasil e Alemanha, reunião presidida por Lula, informou a pasta.

A volta de Haddad ao Brasil está programada para terça-feira, 05, com desembarque no Rio de Janeiro, onde o ministro deve participar da Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados e Mercosul Social.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes