Comunicado da Opep+ reforça compromisso com petróleo estável, mas não detalha cortes na oferta

Os países da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) reforçaram compromisso com a "estabilidade e equilíbrio" do mercado da commodity, conforme comunicado divulgado após a reunião virtual do grupo nesta quinta-feira, 30. O texto, no entanto, não especifica se houve acordo para os planos de produção dos integrantes.

Diversos veículos da imprensa estrangeira haviam informado que o cartel concordou em cortar a oferta em mais 1 milhão de barris por dia (bpd), mas que as cotas seriam definidas e anunciadas individualmente.

Brasil na Opep+

O comunicado também confirma que o Brasil se juntará à carta de cooperação da Opep+ em janeiro de 2024, embora o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, tenha dito que a oficialização da entrada do País no grupo ainda dependerá de uma análise técnica.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes