Bolsas da Europa fecham mistas e recuam na 1ª semana do ano, com payroll e CPI da zona do euro

As bolsas europeias fecharam mistas nesta sexta-feira, 5, depois de dados da inflação ao consumidor (CPI) e ao produtor (PPI) da zona do euro ficarem abaixo do esperado e sustentarem fraqueza no bloco econômico, enquanto investidores também digerem os dados de criação de empregos dos Estados Unidos, que vieram fortes e trouxeram revisões para baixo de meses anteriores. No acumulado da primeira semana do ano, os índices europeus, com exceção do PSI20, em Lisboa, acumularam perdas.

Em Londres, o FTSE 100, caiu 0,43% a 7.689,61 pontos, enquanto o índice DAX, em Frankfurt, fechou em queda de 0,14%, a 16.594,21 pontos. O CAC 40, em Paris, cedeu 0,40%, a 7.420,69 pontos, e o FTSE MIB, em Milão, fechou em alta de 0,12%, a 30.440,95 pontos. Já em Madri, o índice Ibex 35 caiu 0,24%, a 10.157,80 pontos. Na Bolsa de Lisboa, o PSI 20 subiu 0,73%, a 6.533,68 pontos. As cotações são preliminares.

Segundo a Oxford Economics, os dados da inflação na zona do euro nesta sexta "não são motivos de preocupação", e indicam que a alta vista no CPI de novembro era fruto de influências sazonais. A consultoria destaca também que os componentes do CPI, excluindo-se preços de energia, seguem apresentando "forte tendência de desinflação".

Enquanto isso, nos Estados Unidos, o payroll divulgado nesta sexta-feira não mudou o cenário de apostas do mercado de que os juros serão cortados pelo Federal Reserve já na reunião de março. Depois de uma primeira reação de queda nas ações de Nova York, o mercado balizou as apostas, visto que, segundo o Wells Fargo, a revisão para baixo da geração de empregos em outubro e novembro compensou os dados fortes vistos em dezembro de 2023.

Russ Mould, diretor de investimentos da AJ Bell, destaca que nesta sexta os preços de ações do setor de bebidas da Europa foram impactados negativamente por uma investigação antidumping sobre bebidas da União Europeia.

Nesta sexta, as ações da Remy Cointreau caíram 11,59%, as da Pernod Ricard recuaram 3,54% em Paris, e as da Diageo tiveram queda de 1,58% em Londres.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes