Governo ainda mira déficit zero para este ano, diz secretário de Orçamento do Planejamento

O secretário de Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Paulo Roberto Bijos, disse que ainda há um nó fiscal a ser desatado no Brasil, mas afirmou que o governo ainda mira o déficit fiscal zero em 2024.

"O grande norte é atingir superávit primário que equilibre contas públicas", disse ele, em conversa com o presidente da Amcham, Abrão Neto, durante painel de encerramento de evento sobre perspectivas para 2024 nesta segunda-feira na sede da B3. O esforço maior é atingir superávit primário de 1,5% do PIB, disse o secretário.

Sobre o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2024, Bijos disse que pode surpreender, assim como foi em 2023, quando as previsões de expansão pelos economistas começaram baixas e foram sendo revisadas para cima ao longo do ano.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes