Vendas de aços planos em fevereiro crescem 4,4% ante um ano, mostra Inda

O Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (Inda) informou que as vendas de aços planos somaram 307,3 mil toneladas em fevereiro de 2024, o que representa uma alta de 4,4% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. O resultado para o mês ficou abaixo do projetado pela entidade, que esperava um volume de 320 mil toneladas em vendas. Na comparação com janeiro o número é 6,8% menor.

Segundo o Inda, o volume de aço importado em fevereiro foi de 192,7 mil toneladas, valor 25% maior na comparação com o mesmo mês em 2023. Na comparação com janeiro, o avanço é de 46,2% no indicador.

Houve forte redução nas importações de chapas grossas em fevereiro, com queda de 62,8% no indicador na comparação com o mesmo mês de 2022. As importações de laminados a quente, por sua vez, aumentaram 68,5% em igual intervalo de comparação.

As compras de laminados a frio no mercado externo registraram um salto de 175,5% na comparação anual e atingiram 43,8 mil toneladas em fevereiro. A principal origem das importações permanece sendo a China, com 51,8% de participação no total do indicador. A Rússia representou 32,6% do volume total importado, com uma quantidade relevante de placas enviadas ao Brasil (93,5 mil toneladas em fevereiro).

Com relação às compras realizadas pelo setor de distribuição, em fevereiro foram adquiridas 321 mil toneladas de aço, o valor é 15,1% maior na comparação com o mesmo período do ano anterior, mas sinaliza um recuo de 6,9% ante janeiro de 2024.

As compras de laminados a quente por parte dos distribuidores somaram 179,2 mil toneladas em fevereiro, o que representa um aumento de 17,8% na comparação anual, mas houve recuo de 7,1% no intervalo mensal. As aquisições de laminados a frio, por sua vez, totalizaram 42,1 mil toneladas, redução de 7,5% ante um ano e recuo 3,4% ante janeiro.