IA traz desafios à segurança do setor financeiro, mas também oportunidades, diz Tesouro dos EUA

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos publicou relatório nesta quarta-feira, 27, no qual alerta para os riscos do uso de inteligência artificial para ameaças à segurança do setor financeiro. Ao mesmo tempo, o órgão argumenta que a tecnologia de IA embute também oportunidades significativas nessa frente.

O Tesouro norte-americano alerta que a IA redefine a segurança cibernética e o risco de fraudes no setor de serviços financeiros, e diz que o governo está comprometido a trabalhar com instituições financeiras para utilizar tecnologias emergentes, enquanto se salvaguarda contra ameaças à resiliência operacional e à estabilidade financeira, segundo Nellie Liang, subsecretária de Finança Doméstica do Tesouro americano.

O documento, segundo ela, busca traçar um caminho claro para como as instituições financeiras podem mapear com segurança suas linhas de negócio e enfrentar fraudes movidas por IA.

Entre as recomendações para o setor enfrentar esses riscos relacionados à IA, o Tesouro cita a importância de reduzir a diferença das capacidades entre as grandes e as pequenas instituições financeiras; reduzir as divisões na quantidade de dados disponíveis para buscar evitar fraudes; coordenação regulatória; buscar enfrentar lacunas em capital humano; e a necessidade de coordenação internacional, entre outros pontos.