Haddad: Acordo entre UE e Mercosul ainda inspira muitos cuidados

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta sexta-feira, 5, que o acordo entre Mercosul e União Europeia ainda inspira "muitos cuidados". Segundo ele, ainda que favoreça a Europa, o acordo comercial não foi fechado pelos europeus por uma questão interna da França.

A França, lembrou Haddad, representa o maior obstáculo ao acordo, sobretudo pela resistência de seus agricultores. As declarações foram dadas durante debate com o professor da Universidade de Columbia Adam Tooze promovido pela Phenomenal World, uma revista digital focada em economia política.

Durante o painel, Haddad voltou a pedir também maior alinhamento entre as instituições no Brasil, dizendo que gostaria de terminar 2024 com a mesma sensação de bons resultados do ano passado, quando, pontuou, foram aprovadas várias leis importantes para pavimentar a sustentabilidade social, ambiental e econômica do Brasil.

Após traçar tensões na geopolítica, o ministro avaliou que o momento inspira cuidados, mas o médio e longo prazo prometem ser bons ao Brasil.