Termina reunião de Lula e Haddad, não há previsão de declarações à imprensa

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, terminaram há pouco uma reunião no Palácio do Planalto. A conversa ocorreu em momento de turbulência causada pela incerteza sobre a permanência de Jean Paul Prates na presidência da Petrobras.

Haddad deixou o Ministério da Fazenda por volta das 18h rumo ao Palácio do Planalto, mas só cerca de 19h a reunião com Lula começou. Não há previsão de fala do ministro da Fazenda após o encontro. Quando Haddad dá declarações à imprensa, costuma ser na portaria do Ministério da Fazenda.

A permanência de Jean Paul na Petrobras é dúvida depois de semanas de fritura. O chefe da estatal é criticado pelo ministro da Casa Civil, Rui Costa, nos bastidores. O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, faz suas críticas publicamente. Haddad tentou o quanto pode segurar o dirigente da petroleira no cargo.

Mais cedo, Haddad evitou comentar sobre eventual troca de comando da Petrobras. O ministro disse que o assunto não está na sua alçada e reforçou que não discute esse tema com o presidente Lula. Sobre a distribuição de dividendos extraordinários da empresa aos acionistas, o ministro da Fazenda também comentou mais cedo que a decisão cabe à Petrobras. Ele ponderou, no entanto, que o tema está bem encaminhado e que a empresa está "robusta".