FMI: demanda e preço do petróleo seguem 'altamente incertos', em meio a conflitos geopolíticos

O Fundo Monetário Internacional (FMI) afirma que as perspectivas para o preço do petróleo e para o aumento da demanda são "altamente incertas", mas destaca que há riscos de alta dos preços caso haja uma escalada nos conflitos no Oriente Médio ou caso novos ataques a infraestruturas de energia russas sejam realizados pela Ucrânia. No relatório Perspectivas da Economia Mundial (WEO, na sigla em inglês), publicado nesta terça-feira, 16, o FMI diz, porém, que também há riscos descendentes para os preços da commodity, conforme a procura chinesa se abranda em meio à redução do crescimento local e dos estímulos econômicos.

O aumento da oferta de petróleo por países não integrantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) também pode puxar os preços para baixo, segundo o FMI.

Enquanto isso, os preços do gás natural devem continuar caindo, em meio a um ambiente de "ampla oferta", de acordo com o relatório.