Petrobras assina memorando com governo do RN para piloto de 1ª eólica offshore no Brasil

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, assina nesta segunda-feira, 29, um memorando de entendimento (MOU) com o governo do Rio Grande do Norte para instalação de uma usina eólica offshore no Estado, conforme divulgado no mês passado. A expectativa é de que a unidade comece a operar em 2029.

Este será o primeiro projeto-piloto de geração de energia offshore no Brasil. A estatal já havia implantado um projeto piloto no passado, mas que não foi para frente.

O Rio Grande do Norte é líder na produção de energia eólica no Brasil, com 295 parques eólicos em operação. Sua produção corresponde a 32% de toda a geração de energia eólica do País.

O Estado também é líder em potência em operação, com 9,59 gigawatts (GW). À parte dos parques eólicos que já estão em operação, o Estado possui, à espera de licença do Ibama, 14 complexos eólicos offshore na costa potiguar, num potencial estimado de 25,5 GW de geração de energia.