Latam tem lucro de US$ 258 milhões no 1º trimestre; alta demanda alavancou o resultado

O Grupo Latam reportou na quinta-feira lucro líquido de US$ 258 milhões no primeiro trimestre de 2024. O número representa um crescimento de 111,8% em relação ao montante registrado em igual período do ano passado. A companhia atribui o resultado à "forte demanda, eficiência em custos e sólida participação no mercado".

Nos primeiros três meses do ano, o Grupo Latam transportou 20,2 milhões de passageiros, o que representa alta 19,4% em relação a igual período de 2023.

O volume é explicado pelo aumento de 32,5% de passageiros transportados no segmento internacional, 26% nos mercados domésticos das afiliadas do Chile, Colômbia, Equador e Peru, e 9,1% no mercado doméstico da afiliada no Brasil.

"A demanda segue crescente e forte, mesmo com o atual patamar elevado de preços", disse o CEO da aérea no Brasil, Jerome Cadier, durante entrevista coletiva após a divulgação dos resultados do primeiro trimestre de 2024.

O Ebitda ajustado - lucro antes de impostos, tributos, depreciação e amortização e custos - somou US$ 796 milhões entre janeiro e março, 39% maior do que no primeiro trimestre de 2023. Junto com os resultados, a aérea anunciou uma elevação no guidance para o Ebitdar ajustado de 2024. A projeção subiu de US$ 2,6 bilhões a US$ 2,9 bilhões para US$ 2,75 bilhões a US$ 3,05 bilhões. Se confirmada, a estimativa representaria aumento de aproximadamente 10% a 22% em relação ao ano anterior.

As receitas operacionais totais atingiram US$ 3,3 bilhões no primeiro trimestre, aumento de 18,4% em relação ao mesmo período de 2023, explicado principalmente por um aumento de 21% nas receitas de passageiros, segundo a companhia.

"A saúde financeira e eficiência atingidas nos últimos anos nos permite olhar para frente com otimismo e planejar um crescimento sustentável", afirmou Cadier.