PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Azedou uma das melhores ações da Bolsa ou é uma grande oportunidade de comprar?

21/03/2016 13h40

SÃP PAULO - Pressionada pelo cenário macroeconômico, a Totvs (TOTS3), que já foi considerada uma das melhores ações da Bovespa, enfrenta um futuro nebuloso. O resultado do 4° trimestre, divulgado na última quinta-feira (17), não agradou em nada o mercado, que começa a ver dificuldades da empresa melhorar seu balanço esse ano. A reação veio na Bolsa, com a ação caindo até 12,5% naquela sessão, embora tenha fechado com queda mais amena de 4,02%, a R$ 31,00. Esta segunda-feira (21) marca a primeira alta do papel desde então, que acumulou entre quinta e sexta perdas de 7%.

A visão, em geral, dos analistas é que a empresa teve "um trimestre para ser esquecido", com números ruins em praticamente todas as linhas. Por conta disso, as ações devem enfrentar um curto prazo de "sell-off", com risco de ter cortes em suas projeções para esse ano, disseram Luis Azevedo e Tales Freire, analistas do Bradesco BBI. 

Para piorar a situação, o 4° trimestre é tradicionalmente a época em que as empresas de software se beneficiam do fato de que as companhias gastam geralmente o orçamento não utilizado de TI, já que o ano está chegando ao fim. Isso, no entanto, não aconteceu, comentaram Carlos Sequeira e Bernardo Teixeira, analistas do BTG Pactual. "Embora nós gostemos da gestão e posicionamento de mercado da Totvs, seus resultados devem permanecer pressionados, graças a um cenário macroeconômico fraco, leve migração do modelo SaaS (Software como Serviço) e, agora, agravamento dos resultados da Bematech e sua integração", comentaram. 

Menos pessimista, a Votorantim Corretora vê dias melhores para a companhia. Embora tenha destacado que o balanço veio fraco, pressionado pelas margens, a corretora acredita que a companhia pode se beneficiar futuramente  de ganhos com eficiência em função das sinergias que pode capturar com a aquisição da Bematech. A corretora  é a única entre os três que vê um futuro mais positivo para a companhia e segue com recomendação outperform (desempenho acima da média). O BTG Pactual segue com "neutro", assim como o Bradesco BBI, que já deixou sublinhado que pode revisar para baixo as projeções para a empresa.

Em 2015, a Totvs registrou receita líquida pro forma de R$ 2,26 bilhões, avanço de 2,9% na comparação com o ano anterior. O lucro líquido ajustado pro forma caiu 9,9% e atingiu R$ 283,1 milhões. Essa foi a primeira vez que a companhia reportou seu resultado em conjunto com a Bematech, que adquiriu em agosto do ano passado, por R$ 550 milhões. 

Além do 4° trimestre ruim, a empresa deve enfrentar "ventos contrários" no começo de 2016, avalia o Bradesco BBI. Para os analistas, a perda parcial do benefício da folha de pagamento, com a mudança do Plano Brasil Maior, deve afetar negativamente o resultado do 1° trimestre. Isso porque, em dezembro, o Senado aprovou o projeto de lei que reduz a desoneração da folha de pagamento concedida nos últimos anos pelo Plano Brasil Maior a 56 setores, incluindo tecnologia. Essa mudança deve consumir cerca de 2,5 pontos percentuais na receita líquida e margem Ebitda da empresa, estimam.