IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Telefônica Brasil tem leve queda após reportar queda de 55% no lucro do 2º tri

24/07/2019 10h54

Na parte da manhã desta quarta-feira na bolsa paulista, as ações da Telefônica Brasil (SA:VIVT4) operam com queda de 0,15% a R$ 53,42, depois de reportar mais cedo que fechou o segundo trimestre do ano com lucro líquido de 1,420 bilhão, o que representa uma queda de 55,2% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Desta forma, no acumulado do ano, o resultado é de R$ 2,762 bilhões, retração de 35,2% na comparação anual para o intervalo de seis meses.

Entre abril e junho, a receita operacional da companhia foi de R$ 10,870 bilhões, resultado que representa praticamente uma estabilidade na comparação anual, já que o avanço foi de apenas 0,4%. Assim, nos seis primeiros meses do ano o resultado acumulado é de R$ 21,485 bilhões, alta de 1,1% no ano.

O Ebitda recorrente no trimestre foi de R$ 4,265 bilhões somando 13,6% na comparação om o mesmo período de 2018 e chegando a uma acumulado de R$ 8,625 bilhões no ano, variação de 14,3%. Assim, a margem Ebitda recorrente foi de 39,2% um avanço de 4,6 pontos em um ano. Na soma de 2019, a margem é de 39,5%, alta também de 4,6 pontos.

A Coinvalores entende que os números da Telefônica não tiveram brilho no período. Houve ganho de 0,2 p.p. em market share na área móvel, mas redução em banda larga, TV por assinatura e serviços de voz. O EBITDA recorrente avançou apenas 1% em um ano, com margem de 34,9% (+0,2 p.p.), aquém da esperada.

Por outro lado, o fluxo de caixa livre apresentou alta significativa, de 13% no período. A corretora não vê a divulgação como um driver relevante para os papéis da operadora no curto prazo. Ainda assim, suas ações devem responder de forma marginalmente negativa.

Mais Economia