PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

XP encerra primeiro pregão com alta de 27%

11/12/2019 18h06

A corretora XP encerrou o primeiro dia de pregão com alta de 27,6% na Nasdaq, a US$ 34,46.

O papel foi precificado em US$ 27,00 e abriu com alta de 21% a US$ 32,75.

Ao longo do pregão, a ação da XP (NASDAQ:XP) variou entre US$ 32,10 e US$ 34,66. O volume preliminar ficou na casa de 33,8 milhões.

Veja aqui a cotação da XP em tempo real

Benchimol diz ter priorizado brasileiros

O fundador e CEO da XP, Guilherme Benchimol, disse nesta quarta-feira (11) que a corretora priorizou fundos brasileiros no rateio do IPO e que gostaria de ver as ações listadas no Brasil.

Sem oferecer números firmes por possíveis restrições legais, Benchimol disse que centenas de milhares de brasileiros receberam ações da XP via fundos de investimento do país que possuem atuação offshore.

LEIA MAIS:XP quer listar no Brasil e priorizou fundos brasileiros em IPO

Com precificação, a XP foi avaliada em quase US$ 15 bilhões. Um dos grandes ganhadores é o Itaú (SA:ITUB4), cuja a participação atual do Itau na XP de 46% está avaliada em R$ 28,4 bilhões (considerado resultados não realizados), valor muito superior ao que o Itaú investiu 6,3 bi de reais em meados 2017, segundo avaliação do Safra.

Na operação, a XP Inc emitiu 42.553.192 ações ordinárias Classe A e alguns acionistas vendedores venderam 29.957.449 papéis ordinários Classe A. A operação foi liderada pelo Goldman Sachs Inc., JPMorgan Chase, Morgan Stanley, Banco Itaú BBA SA e XP Investimentos.