PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

GPA avança mais de 2% com maior aposta em atacarejo e expansão para a Colômbia

12/12/2019 11h26

Na parte final da manhã desta quinta-feira na bolsa paulista, as ações do Grupo Pão de Açúcar (SA:PCAR4) operam com ganhos. Na véspera, a companhia realizou um encontro com investidores e revelou que espera que a unidade de atacarejo Assaí atinja vendas brutas de R$ 50 bilhões até o final de 2022, conforme a empresa dona das bandeiras Pão de Açúcar e Extra continua o processo de expansão orgânica.

Assim, por volta das 11h30, os papéis tinham valorização de 2,68% a R$ 86,51.

A companhia prevê abertura de 20 novas lojas por ano no Brasil até 2021, e vê potencial para converter cerca de 25 hipermercados Extra para o formato Assaí, que será expandido para a Colômbia em 2020, afirmou o presidente-executivo do grupo, Peter Estermann, nesta quarta-feira.

"Vamos abrir nossa primeira loja Assaí fora do Brasil para testes", disse Estermann a jornalistas antes de encontro com investidores. Ele acrescentou que a primeira loja Assaí na Colômbia terá cerca de 5 mil metros quadrados e estará bem posicionada para competir com outros grupos no segmento no país.

A abertura acontecerá depois do GPA (SA:PCAR4) concluir uma oferta para comprar ações da Éxito, como parte de estratégia de reestruturação de ativos latino-americanos de seu controlador, o grupo francês Casino.

O Assaí teve vendas brutas de R$ 21,6 bilhões nos nove primeiros meses de 2019 e a expectativa é que encerre o ano com cerca de R$ 30 bilhões.

Estermann disse que o GPA (SA:PCAR4) vai incorporar os resultados da Éxito a partir do próximo ano, o que deve impulsionar lucro, vendas brutas e Ebitda de 2020. "Seremos uma companhia com mais de R$ 70 bilhões em receita bruta e 150 mil funcionários na América do Sul", disse o executivo.

No Brasil, o GPA (SA:PCAR4) deverá manter o ritmo de expansão orgânica do Assaí, enquanto retoma conversões de hipermercados Extra para o formato de atacarejo. O grupo atualmente tem mais de 100 hipermercados no país, dos quais 25 têm potencial de se tornar lojas Assaí entre 2020 e 2021, disse Estermann.

A Mirae Asset destaca que, com a migração das ações do PCAR4 (SA:PCAR4) para o Novo Mercado, que deve acontecer no 1T2020, a recuperação da economia e melhora do desemprego num cenário mais positivo, a companhia deverá apresentar melhora de receita e de margens.