Bolsas

Câmbio

Prêmio Breakthrough Especial de física fundamental concedido pela detecção de ondas gravitacionais 100 anos depois de Albert Einstein ter previsto sua existência

Breakthrough Prize

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

SAO FRANCISCO, 3 de maio de 2016 /PRNewswire/ -- A comissão seletora do Prêmio Breakthrough de física fundamental hoje anunciou um Prêmio Breakthrough Especial de física fundamental reconhecendo cientistas e engenheiros contribuindo para a momentosa detecção de ondas gravitacionais – uma detecção anunciada em 11 de fevereiro de 2016.

O Prêmio Breakthrough Especial pode ser conferido a qualquer momento, em reconhecimento a uma conquista cientifica extraordinária. O prêmio de US$3 milhões será repartido entre dois grupos de ganhadores: os três fundadores do Observatório de Ondas Gravitacionais por Interferômetro Laser (Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory – LIGO), entre os quais US$1 milhão será igualmente dividido, e 1.012 contribuidores para o experimento, que vão igualmente dividir US$2 milhões.

Os fundadores são Ronald W. P. Drever, professor emérito de física da Caltech, Kip S. Thorne, professor emérito de física teórica na cátedra Feynman da Caltech e Rainer Weiss, professor emérito de física do MIT.

Os contribuidores dividindo o prêmio incluem 1.005 autores do artigo que descreve a descoberta das ondas gravitacionais, de inúmeras instituições envolvidas com o LIGO e sua experiência irmã, a Colaboração Virgo (Virgo Collaboration). Também dividindo o prêmio estão sete cientistas que fizeram importantes contribuições para o sucesso do LIGO. Os nomes dos contribuidores estão relacionados abaixo.

Os premiados serão reconhecidos na cerimônia do Prêmio Breakthrough 2017, no outono de 2016, onde o Prêmio Breakthrough anual de física fundamental (distinto do prêmio especial) também será apresentado, junto como os prêmios Breakthrough de ciências da vida e matemática. As indicações para estes prêmios estão abertas até 31 de maio de 2016 e podem ser feitas online em  https://breakthroughprize.org .

Stephen Hawking, que ganhou o Prêmio Breakthrough Especial em 2013, disse: "Esta descoberta tem enorme significado: primeiramente, como prova da relatividade geral e suas previsões das interações dos buracos negros e, em segundo lugar, como o início de uma nova astronomia, que vai revelar o universo através de um meio diferente. A equipe do LIGO merece demais o Prêmio Breakthrough Especial".

Yuri Milner, um dos fundadores dos prêmios Breakthrough, disse: "A força criativa de um gênio singular, muitos grandes cientistas e o universo propriamente reuniram-se para fazer uma perfeita história de ciência".

Edward Witten, o presidente da comissão seletora, comentou: "Esta incrível conquista nos deixa observar, pela primeira vez, alguns dos notáveis funcionamentos da teoria de Einstein. As ideias teóricas sobre os buracos negros, que estavam próximas de ser ficção científica quando eu era um estudante, são agora uma realidade".

LIGO

Os detectores de ondas gravitacionais do LIGO foram concebidos e a pesquisa e o desenvolvimento (R&D, sigla em inglês) foram iniciados nos anos 1960. O LIGO foi construído entre 1994 e 2002 pela Caltech e o MIT, em parceria com a Fundação Nacional da Ciência (National Science Foundation) dos Estados Unidos, com a meta de observar as ondas gravitacionais previstas pela teoria geral da relatividade de Einstein. Depois de uma importante atualização, de 2010–2015, ele quase imediatamente observou uma onda gravitacional distorcendo a estrutura do espaço-tempo enquanto passava pela Terra. A distorção detectada foi inferior a um bilionésimo de um bilionésimo de um metro em tamanho nos dois observatórios de 4 km do LIGO, em Hanford, Washington e Livingston, Louisiana. A onda emanou de dois buracos negros com massas cerca de 30 vezes da do sol, espiralando uma na outra a uma distância de 1,3 bilhão de anos-luz. A descoberta inaugura uma nova era da astronomia de onda gravitacional, que abrirá uma janela para alguns dos fenômenos mais dramáticos e violentos da natureza, bem como os mistérios do universo primitivo.

Prêmio Breakthrough Especial de física fundamental

Um Prêmio Breakthrough Especial de física fundamental pode ser concedido pela comissão seletora a qualquer momento, além do Prêmio Breakthrough, conferido por meio do processo ordinário anual de indicação. Antigos vencedores do prêmio especial incluem sete líderes das equipes do Large Hadron Collider, que descobriram o Higgs Boson.

A comissão seletora do Prêmio Breakthrough Especial de física fundamental 2016 incluiu: Nima Arkani-Hamed, Lyn Evans, Michael B. Green, Alan Guth, Stephen Hawking, Joseph Incandela, Takaaki Kajita, Alexei Kitaev, Maxim Kontsevich, Andrei Linde, Arthur McDonald, Juan Maldacena, Saul Perlmutter, Alexander Polyakov, Adam Riess, John H. Schwarz, Nathan Seiberg, Ashoke Sen, Yifang Wang e Edward Witten.  

Prêmio Breakthrough de física fundamental

O Prêmio Breakthrough Especial de física fundamental reconhece indivíduos que fizeram contribuições profundas para o conhecimento humano. Ele é aberto a todos os físicos – teóricos, matemáticos e experimentais – trabalhando sobre os mais profundos mistérios do universo. O prêmio pode ser dividido entre qualquer número de cientistas.

O Prêmio Breakthrough de física fundamental e o Prêmio Breakthrough Especial de física fundamental são financiados por uma doação da Milner Global Foundation.

Prêmio Breakthrough

Pelo quinto ano, os prêmios Breakthrough vão reconhecer os maiores cientistas do mundo. Cada prêmio é de US$ 3 milhões e apresentado nas áreas das ciências da vida (até cinco por ano), física fundamental (um por ano) e matemática (um por ano). Além disso, todo ano, até três New Horizons de física e até três prêmios New Horizons de matemática são dados para pesquisadores-júnior. Os ganhadores participam de uma cerimônia televisada de premiação, criada para celebrar suas conquistas e inspirar a próxima geração de cientistas. Como parte do programa da cerimônia, eles também se envolvem com um programa de palestras e discussões. Os prêmios Breakthrough foram criados por Sergey Brin e Anne Wojcicki, Jack Ma e Cathy Zhang, Mark Zuckerberg e Priscilla Chan, e Yuri e Julia Milner. As comissões seletoras, compostas por antigos ganhadores do Prêmio Breakthrough, escolhem os vencedores.

Informações sobre os prêmios Breakthrough estão disponíveis em www.breakthroughprize.org .

O Prêmio Breakthrough Especial 2016 em física fundamental

Citação: Pela observação de ondas gravitacionais, abertura de novos horizontes na física e na astronomia.

Vencedores (1.015):

Fundadores do Observatório de Ondas Gravitacionais por Interferômetro Laser (Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory – LIGO):

Ronald W. P. Drever, Caltech

Kip S. Thorne, Caltech

Rainer Weiss, MIT

Contribuidores (1.012) que fizeram contribuições importantes para o sucesso do LIGO. Uma lista completa de nomes e afiliações institucionais dos contribuidores pode ser encontrada em https://breakthroughprize.org/News/32 .

 

FONTE Breakthrough Prize

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos