PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Prejuízo da Gol dobra em 2012 e chega a R$ 1,51 bilhão

Leonardo Wen/Folhapress
Imagem: Leonardo Wen/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

26/03/2013 08h11Atualizada em 26/03/2013 11h23

A empresa aérea Gol teve prejuízo de R$ 1,51 bilhão em 2012, alta de 101,3% em relação ao resultado do ano anterior (quando perdeu R$ 751,5 milhões).

O resultado, segundo a empresa, reflete o momento "desafiador" pelo qual passam as empresas aéreas, principalmente com a alta no preço do combustível.

A desvalorização de 17% do real em relação ao dólar, além do baixo crescimento da economia brasileira em 2012, também foram apontados como responsáveis pelo prejuízo da empresa.  

No 4º trimestre, a Gol teve um prejuízo líquido de R$ 447,1 milhões, ante lucro líquido de R$ 54,3 milhões um ano antes.

A Gol também informou que, com o objetivo de elevar a receita por passageiro (rask) em pelo menos 10% e retomar as margens operacionais, reduzirá a capacidade doméstica em entre 8% e 10% no primeiro semestre de 2013 e em cerca de 7% no ano fechado, ante os níveis de 2012.

Webjet

A companhia aérea afirmou ter contabilizado no balanço do quarto trimestre custos adicionais de R$ 197 milhões referentes ao fim das operações da Webjet e a provisões para perda com ativos.

Em novembro, a empresa anunciou o encerramento das atividades da Webjet, comprada pela Gol em 2011, com a demissão dos 850 funcionários.

Gol vai reduzir oferta de assentos

A Gol ampliou a projeção de redução de oferta para o primeiro semestre deste ano de até 8%, divulgada no relatório de resultados do terceiro trimestre, para 10%.

O presidente da Gol, Paulo Kakinoff, afirmou que o cenário de redução de oferta de assentos poderá se estender para 2014, mas o executivo evitou fazer projeções para o ano que vem.

Segundo Kakinoff, desde o terceiro trimestre "a Gol havia informado que essa projeção era flexível", devido às condições do mercado, principalmente "por causa da alta dos preços do combustível".

(Com Reuters)