ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Dilma critica 'pessimistas' e diz ter 'certeza' de inflação dentro da meta

Do UOL, em São Paulo

17/07/2013 12h49Atualizada em 17/07/2013 14h32

A presidente Dilma Rousseff afirmou, nesta quarta-feira (17), que a inflação está em trajetória de queda nos últimos meses e que em julho ficará próxima de zero. Ela afirmou, ainda, que a alta dos preços ficará dentro da meta do governo em 2013, ao rebater o que chamou de "posturas pessimistas" sobre a economia brasileira.

DILMA DIZ TER CERTEZA QUE INFLAÇÃO FECHARÁ ANO NA META; ASSISTA

"É incorreto falar em descontrole da inflação ou das despesas do governo", afirmou. "Temos certeza que vamos fechar o ano com a inflação dentro da meta." Sobre as críticas, disse: "Há dados concretos que desmentem as análises mais pessimistas".

As afirmações foram feitas em discurso na reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES).

Em junho, a inflação ao consumidor brasileiro desacelerou para 0,26%, abaixo do esperado. No acumulado em 12 meses até junho, porém, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 6,70%, acima dos 6,50% do teto da meta do governo.

Sem 'populismo fiscal'

Durante sua fala, Dilma disse também que o Brasil tem uma boa situação fiscal e afirmou ser incorreto falar em descontrole das despesas do governo.

Cinco pactos são indispensáveis ao país, afirma Dilma

"A informação parcial confunde a opinião pública e visa criar ambiente de pessimismo que não interessa a nenhum de nós. O barulho tem sido muito maior que o fato. Temos dificuldades sim, mas temos situação hoje que não se compara a nenhum momento do passado", afirmou Dilma.

Algumas manobras contábeis usadas pelo governo federal para cumprir a meta de superávit fiscal --a economia feita para o pagamento de juros da dívida-- têm sido criticadas por economistas e analistas, que têm mostrado crescente preocupação com a deterioração das contas públicas.

No começo de junho, a agência de classificação de risco Standard & Poor's colocou a nota de crédito do Brasil em perspectiva negativa, citando a política fiscal expansionista e o fraco crescimento econômico.

Segundo a presidente, o pacto fiscal proposto por ela algumas semanas atrás durante reunião com governadores e prefeitos de capitais limita qualquer tentação de populismo fiscal, e o governo só pode gastar aquilo que não comprometa o equilíbrio fiscal e o controle da inflação.

Inflação desacelera em junho, mas atinge maior nível desde 2011

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve alta de 0,26% em junho, ante alta de 0,37% em maio. A alta registrada no mês passado é a menor desde junho de 2012, quando o indicador avançou 0,08%.

Porém, no acumulado em 12 meses, o indicador acumula elevação de 6,70%, a maior taxa desde outubro de 2011 (6,97%), e acima do teto de 6,5% da meta do governo.

No acumulado do 1º semestre, a inflação atingiu 3,15%, ante 2,32% no mesmo período do ano passado.

(Com Reuters)

A presidente Dilma Rousseff afirmou, nesta quarta-feira (17), que a inflação está em trajetória de queda nos últimos meses e que em julho ficará próxima de zero. Ela afirmou, ainda, que a alta dos pre&cc","image":{"sizes":{"personalizado":"","original":"142x100"},"height":100,"width":142,"crops":"80x80;100x70;128x96;142x100;142x200;300x100;300x200;300x300;300x420;300x500;615x300;564x430;615x470;956x500;1024x768;1920x1080","src":"http://conteudo.imguol.com.br/c/noticias/2013/07/03/3jul2013---a-presidente-dilma-rousseff-criticou-as-paralisacoes-de-caminhoneiros-e-disse-que-o-governo-nao-vai-negociar-com-quem-bloqueia-as-estradas-do-pais-durante-uma-cerimonia-no-palacio-do-planalto-1372866335186_142x100.jpg","type":"","titulo":"","credito":"Roberto Stuckert Filho/PR"},"date":"17/07/2013 14h32","kicker":"do UOL"}}' cp-area='{"xs-sm":"49.88px","md-lg":"33.88px"}' config-name="economia/economia">

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia