IPCA
0.43 Fev.2019
Topo

PIB inclui do pãozinho ao apartamento de luxo; entenda como é feita a conta

Do UOL, em São Paulo

2014-11-28T08:59:00

28/11/2014 08h59

O PIB (Produto Interno Bruto) é a soma de todos os bens e serviços produzidos em um país durante certo período. Isso inclui do pãozinho até o apartamento de luxo.

O índice só considera os bens e serviços finais, para não calcular a mesma coisa duas vezes. A matéria-prima usada na fabricação não é levada em conta. Por exemplo: no caso de um pão, a farinha de trigo usada não entra na contabilidade, apenas o pão.

Um carro de 2013, por exemplo, não é computado no PIB de 2014, pois o valor do bem já foi incluído no cálculo daquele outro ano.

O primeiro fator que influencia diretamente a variação do PIB é o consumo da população. Quanto mais as pessoas gastam, mais o PIB cresce. Se o consumo é menor, o PIB cai.

O consumo depende dos salários e dos juros. Se as pessoas ganham mais e pagam menos juros nas prestações, o consumo é maior e o PIB cresce. Com salário baixo e juro alto, o gasto pessoal cai e o PIB também. Por isso os juros atrapalham o crescimento do país.

Os investimentos das empresas também influenciam no PIB. Se as empresas crescem, compram máquinas, expandem atividades, contratam trabalhadores, elas movimentam a economia. Os juros altos também atrapalham aqui: os empresários não gastam tanto se tiverem de pagar muito pelos empréstimos para investir. Além disso, se os juros estiverem altos, as empresas podem preferir deixar o dinheiro aplicado no banco, rendendo, em vez de gastar com o negócio.

Os gastos do governo são outro fator que impulsiona o PIB. Quando faz obras, como a construção de uma estrada, são contratados operários e é gasto material de construção, o que ele eleva a produção geral da economia.

As exportações também fazem o PIB crescer, pois mais dinheiro entra no país e é gasto em investimentos e consumo.

(Com InfoMoney)

O que o PIB tem a ver com a sua vida?

UOL Notícias

Mais Economia