Bolsas

Câmbio

Infância

Proteste avalia 5 'cadeirões' infantis e reprova 3 por riscos de segurança

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Proteste

    Cadeira infantil apresenta dano em teste

    Cadeira infantil apresenta dano em teste

A associação de defesa do consumidor Proteste avaliou cinco modelos de cadeiras infantis para refeições e reprovou três deles por apresentarem risco à segurança de bebês e crianças. A informação foi divulgada pela entidade nesta quarta-feira (28).

Os modelos de cadeirões reprovados pela Proteste foram:

  • Bon Apetit, da Burigotto;
  • Pocket Lunch, da Chicco;
  • e Standard, da Galzerano.

A entidade pediu ao Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) para revisar a certificação desses produtos e para retirá-los do mercado.

O modelo eleito o melhor do teste, "por não apresentar falha de segurança, ser versátil e fácil de usar", foi:

  • Recreio, da Kiddo.

O quinto modelo avaliado foi:

  • Teddy Alta, da Tramontina.

Esse último, segundo a Proteste, não foi bem avaliado porque não tem apoio para os pés da criança nem bandeja com porta copo. Porém, não apresenta risco de segurança.

Procuradas pelo UOL, as empresas disseram, de forma geral, que seguem as determinações do Inmetro e que tiveram seus produtos certificados (leia a íntegra das respostas abaixo).

Fendas podem prender o dedo

De acordo com a associação, as cadeiras foram testadas para ver se tinham partes salientes ou expostas que pudessem cortar a criança, ou buracos que prendessem dedos, pés ou pele.

"O modelo Bon Apetit, da Burigotto, tem fendas maiores do que 7 mm e menores do que 12 mm, suficientes para prender o dedo de uma criança de até 3 anos, por exemplo. Além disso, sua borda superior tem um raio menor do que 5 mm, o que também é um perigo para crianças", avaliou a Proteste.

A cadeira Pocket Lunch, da Chicco, teve problemas com a fivela do cinto, enquanto testes com a Standard, da Galzerano, provocaram danos no produto e mostraram "má qualidade do material".

Segurança e resistência

A Proteste alerta que uma cadeira segura deve ser equipada com um cinto suspensório para evitar que a criança escorregue para frente e para fora do cadeirão. Além disso, as tiras devem ser resistentes ao puxão forte de uma criança, sem danificar ou romper a fivela.

"As cadeiras também devem ser resistentes e não podem se deteriorar, em função do uso contínuo, a ponto de comprometer sua segurança", informa a associação.

Empresas negam falhas

O UOL entrou em contato com as empresas Burigotto, Chicco, Galzerano e Tramontina. Veja as respostas enviadas por elas.

Burigotto

"A Burigotto ressalta que todas as cadeiras de refeição infantil de seu portfólio de produtos atendem a todas as exigências da norma ABNT NBR 15991 - cadeiras altas para crianças. A empresa informa que até o momento não recebeu da Proteste qualquer material informando os resultados dos testes, assim como as normas e métodos utilizados para essa avaliação. A partir do recebimento dessas informações a empresa se compromete a avaliar os resultados divulgados pela Proteste. Com 60 anos de atuação no mercado, a Burigotto sempre obteve excelente desempenho em todos os requisitos de segurança da referida norma."

Tramontina

"A Cadeira de Alimentação para Crianças Teddy alta, da Tramontina, é fabricada e comercializada atendendo aos requisitos estabelecidos nas portarias publicadas pelo Inmetro."

Galzerano

"A cadeira alta encontra-se certificada desde 31/07/14, tendo passado por ensaios de manutenção em 29/07/15 e 13/06/16, sendo que em todas as ocasiões foram realizados todos os ensaios prescritos nas normas e regulamentos previstos e em nenhum deles foi apresentada qualquer não-conformidade. Tomamos conhecimento dos ensaios realizados pela Proteste, o qual aponta que nosso produto apresentou ruptura na estrutura da bandeja quando ensaiado nos quesitos 6.2 (Ensaio de impacto) e 6.10 (Ensaio de carga estática vertical do assento) da NBR 15991:2011-2, fato que muito estranhamos, pois em nenhum desses dois requisitos existem ensaios prescritos para a bandeja, item apontado como não-conforme. Desta feita, sem desmerecer a iniciativa dessa organização, não temos como apurar os resultados apresentados, pois são falhos e não seguiram as prescrições da norma e do regulamento em tela."

Chicco

"A Artsana Brasil Ltda, detentora da marca Chicco, confirma que todos os seus produtos, inclusive as cadeiras altas de alimentação, atendem a todas as exigências do Inmetro inclusive a norma brasileira mencionada ABNT NBR 15991/2011 que asseguram total segurança dos produtos. O produto testado 'Pocket Lunch' está certificado sob registro Nº006911/2014. Contudo é importante mencionar que já existe uma versão mais moderna, com características diferentes do modelo testado. A Chicco visa sempre antecipar as inovações e exigências do mercado e exceder os parâmetros de segurança e desta forma, o modelo atual (comercializado desde abril de 2016) apresenta um novo fecho mais moderno de trava unificada diferente daquele testado pela Proteste. A Artsana reitera seu compromisso com a qualidade e segurança dos seus produtos inclusive com o modelo 'Pocket Lunch' o qual foi submetido também a testes dinâmicos baseados nos mais rigorosos testes europeus e atenderam aos seus requisitos. Com mais de 50 anos de atuação no mercado, a Chicco sempre obteve excelente desempenho em todos os itens de segurança da norma referida. Portanto gostaríamos de esclarecer a todos os consumidores que os produtos Chicco adquiridos não apresentam nenhuma não conformidade e encontram-se dentro dos requerimentos exigidos por lei. Caso algum cliente necessite de mais informações, fora as descritas acima, por gentileza peçam que entrem em contato com o SAC através de:
E-mail: sac.brasil@artsana.com
Telefone: (11) 2246-2129"

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos