IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Mídia e Marketing


Campus Party 2019 terá espaço destinado a negócios e arena de drones

Divulgação
Campus Party Brasil 2019 será realizada no Expo Center Norte Imagem: Divulgação

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

2019-01-30T16:17:48

30/01/2019 16h17

A 12ª edição da Campus Party Brasil (CPBR) terá uma área especial destinada a negócios. No espaço "Summit", haverá palestras sobre inovação destinadas a executivos, organizações e profissionais de eventos, em três dias do evento. A CPBR acontece entre 12 e 17 de fevereiro, na Expo Center Norte, em São Paulo. Outra atração será uma arena de drones. 

No dia 12, em evento dentro da CPBR, a Campus Party sediará a 7ª edição do Latin America Meetings & Events Conference (LAMEC,na sigla em inglês, ou Conferência de Encontros e Eventos da América Latina), um encontro internacional destinado a profissionais de eventos. "Nosso objetivo ao unir o LAMEC e a Campus Party é proporcionar aos profissionais de eventos um verdadeiro cenário imersivo e experiencial. Falaremos sobre o quanto a tecnologia impacta e transforma as relações, em um ambiente altamente 'festivalizado'", afirma Tonico Novaes, diretor geral da Campus Party Brasil.

Nos dias 13 e 14, a agenda da Campus inclui palestras sobre cibersegurança e proteção de dados global. Ainda no dia 14, haverá uma série de seminários sobre internet das coisas, com curadoria da ABINC (Associação Brasileira de Internet das Coisas). Internet das coisas é a expressão usada para se referir a tecnologias nas quais aparelhos "conversam" entre si. 

Os participantes dos eventos paralelos realizarão sessões de "retromentorias", reuniões nas quais executivos debaterão com os participantes da Campus Party temas ligados a tecnologia e transformação digital.

Quase 1.000 horas de programação

Em 2018, a Campus Party recebeu 8.000 pessoas, que ficaram acampadas durante o evento, além de 120 mil pessoas com acesso ao "open Campus", a área com entrada gratuita do evento. A previsão dos organizadores é que os números se repitam na edição deste ano.

Em quase 1.000 horas de programação, serão cerca de 900 apresentações com temas como empreendedorismo, internet das coisas e educação. Haverá também uma arena de drones.

Os destaques serão as palestras de Uri Levine, o fundador do Waze; Ivair Gontijo, brasileiro que trabalha na NASA; Sharron McPherson, fundadora do Women in Infrastructure Development & Energy (WINDE), maior grupo de mulheres em investimentos em infraestrutura da África, e Frank Karlitschek, presidente da Nextcloud, serviço de armazenamento de arquivos pessoais.

Os patrocinadores do evento este ano são Use Telecom, Visa, O Boticário, Ford, Sebrae, Liberty Seguros e Oracle.

O futuro em exposição

O evento ainda conta com o programa "Campus Future". O espaço tem como objetivo exibir projetos de estudantes, de cursos técnicos e universitários, que podem apresentar soluções tecnológicas para empresas de todos os setores. Estarão em exposição 41 projetos, que vão desde a automatização do cocho para alimentação bovina até um protótipo para auxiliar no tratamento do vitiligo.

Durante a Campus Party serão realizados três "hackatons", espécie de competição entre times formados por pessoas de diferentes áreas que, juntas, criam soluções tecnológicas para um determinado tema. Em um deles, com participação da Prefeitura de São Paulo, os competidores serão convidados a desenvolver soluções que usem dados abertos para melhorar a gestão pública e a vida das pessoas na capital paulista.

Empresa deixa funcionários levarem cachorros ao escritório, e foi uma festa

UOL Notícias

Mais Mídia e Marketing