PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Aos 65 anos, doce Dadinho prepara novos produtos e ações de publicidade

Divulgação
Imagem: Divulgação

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/01/2019 14h39

Lançado no aniversário de comemorações dos 400 anos da cidade de São Paulo, em 1954, o Dadinho completa 65 anos nesta sexta-feira (25). Presente na memória afetiva dos mais velhos, a marca do tradicional doce de amendoim está planejando uma série de iniciativas para tentar se manter jovem.

Neste ano, vai lançar quatro novos produtos, além de doces voltados para o público fitness e com diferentes tipos de restrição alimentar. Ainda não há data de lançamento. 

Outra novidade é o fortalecimento da presença da marca nas redes sociais, principalmente se aproximando de blogueiros e investindo em microinfluenciadores digitais. 

"Pretendemos realizar uma série de ações este ano focadas no público jovem, mas sem perder nossa essência, com um pouco de nostalgia, que relembre a infância", disse Anderson Siqueira, diretor de comunicação e marketing da marca.

A companhia também aposta na chegada, pela primeira vez, a grandes redes de varejo no país. Mais de 700 lojas dos supermercados Dia, Pão de Açúcar e Extra passarão a vender os doces em 2019. 

Em relação à publicidade, a marca aposta numa ação no Campeonato Paulista de futebol. Anúncios de Dadinho estarão em placas ao redor dos campos e em tapetes ao lado dos gols. Segundo a empresa, "a ação é pontual, mas é possível que planejemos outras ações que sejam condizentes com a marca. Iniciamos pelo futebol, pois é uma paixão do brasileiro".

Doce de família

O Dadinho é fabricado pela Bono Gusto, em Ribeirão Preto (SP), sob demanda da detentora dos direitos da marca, a companhia Doce Sabor, da capital paulista. São vendidas, em média, 300 toneladas de Dadinho por mês.

O Grupo Faz, também de Ribeirão Preto, é responsável pela publicidade da companhia há mais de 15 anos.  

Os lançamentos de 2019 se unirão à "Família Dadinho", uma série de produtos criada em 2016. A linha possui, atualmente, mais de 10 tipos do doce --entre bombons, biscoitos tipo wafer e creme em pote.

Doces da "Família Dadinho" - Divulgação - Divulgação
Doces da "Família Dadinho"
Imagem: Divulgação

No meio do ano passado, a empresa investiu no lançamento de uma plataforma de e-commerce para tentar alcançar públicos fora do estado de São Paulo, seu maior consumidor. Segundo Siqueira, Minas Gerais e Rio Grande do Sul são dois dos estados que mais compram Dadinho. O e-commerce também vende produtos colecionáveis, como canecas, almofadas e camisetas. "Não olhamos as pessoas apenas como consumidores. Vemos as pessoas como nossas fãs", afirma. 

Receita do Dadinho não mudou, diz empresa

Na época em que foi criado, o Dadinho era produzido pela Dizioli e nasceu com o nome de IV Centenário. Mas, em pouco tempo, a empresa assumiu o apelido dado pelos consumidores e mudou o nome da marca.

Alguns consumidores costumam dizer nas redes sociais que a receita do doce mudou, mas Siqueira garante que isso é "impossível" e que a receita é a mesma desde a década de 1960. 

"Não temos como mudar a fórmula porque os ingredientes são absolutamente os mesmos", declara.

Veja como é feito o M&M's

UOL Notícias
Errata: o texto foi atualizado
O ano de criação do Dadinho foi 1954, e não 1964, como informava a versão original deste texto.