IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Mídia e Marketing


Coca-Cola, Ypê e Colgate são as marcas mais consumidas no Brasil

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/05/2019 17h03

Pelo sétimo ano consecutivo, a Coca-Cola foi a marca mais consumida no Brasil. Segundo o ranking Brand Footprint, da Kantar, a marca foi escolhida 489 milhões de vezes no Brasil em 2018. Ela está presente em 84% dos lares brasileiros.

Em segundo lugar, ficou a Ypê, escolhida 485 milhões de vezes. A terceira posição do ranking foi para a Colgate, com 304 milhões de vezes. As duas também repetem a colocação do ranking do ano passado.

Confira as dez marcas mais compradas pelos brasileiros (ranking pelo número de vezes em que as pessoas compraram a marca):

  1. Coca-Cola (refrigerantes) - 489 milhões
  2. Ypê (higiene e limpeza) - 485 milhões
  3. Colgate (produtos bucais) - 304 milhões
  4. Italac (leite e derivados) - 293 milhões
  5. Tang (refresco em pó) - 253 milhões
  6. Nissin (macarrão instantâneo) - 245 milhões
  7. Nescau (achocolatados e cereais) - 231 milhões
  8. Soya (óleos de cozinha, maionese e margarina) - 230 milhões
  9. Piracanjuba (leite e derivados) - 229 milhões
  10. Vitarella (massas e biscoitos) - 225 milhões

Entre as 50 marcas mais escolhidas no Brasil, a Perdigão (que ficou na 15ª colocação nacional) foi a que mais cresceu, subindo oito posições no ranking. A Tixan, que ficou na 24ª colocação, também subiu oito posições.

O fabricante com mais marcas no ranking das 50 maiores este ano foi a Unilever, que conseguiu incluir seis marcas: Omo, Brilhante, Rexona, Seda, Hellmann's e Dove.

Liderança também no ranking global

A Coca-Cola também foi a marca mais consumida do mundo. Segundo dados globais do relatório, o refrigerante foi escolhido quase seis bilhões de vezes pelos consumidores em 2018.

Mantendo as posições de 2018, a Colgate ficou com a segunda colocação no ranking global, sendo comprada 3,8 bilhões de vezes. A marca está presente em seis de cada dez domicílios do mundo. O terceiro lugar foi para a Maggi, com 2,6 bilhões de vezes.

Frase "fritas acompanha?" pode acabar no McDonald's

UOL Notícias

Mais Mídia e Marketing