Topo

Mídia e Marketing


Estudo mostra marcas mais consumidas do mundo; Coca-Cola lidera pelo 7º ano

Shiho Fukada/The New York Times
Imagem: Shiho Fukada/The New York Times

Colaboração para o UOL, em São Paulo

2019-05-16T16:47:14

16/05/2019 16h47

Pelo sétimo ano seguido, a Coca-Cola foi a marca mais consumida do mundo. Segundo o relatório Brand Footprint, da Kantar, o refrigerante foi escolhido quase seis bilhões de vezes pelos consumidores no mundo todo em 2018.

Mantendo as posições de 2018, a Colgate ficou com a segunda colocação no ranking global, sendo comprada 3,8 bilhões de vezes. A marca está presente em seis de cada dez domicílios do mundo. O terceiro lugar foi para a Maggi, com 2,6 bilhões de vezes.

O ranking deste ano analisou mais de 21.400 marcas e 72% da população global em 49 países de cinco continentes.

A edição 2019 do relatório identificou 17 marcas globais que foram compradas pelo público mais de 1 bilhão de vezes. O Kantar identifica esse hábito como "atos de compra".

Confira o ranking das dez primeiras:

  1. Coca-Cola (The Coca-Cola Company) - 5,9 bilhões de atos de compra
  2. Colgate (Colgate-Palmolive) - 3,8 bilhões de atos de compra
  3. Maggi (Nestlé) - 2,6 bilhões de atos de compra
  4. Lifebuoy (Unilever) - 2,2 bilhões de atos de compra
  5. Lay's (Pepsico) - 2,2 bilhões de atos de compra
  6. Pepsi (Pepsico) - 2 bilhões de atos de compra
  7. Nescafé (Nestlé) - 1,95 bilhão de atos de compra
  8. Dove (Unilever) - 1,83 bilhão de atos de compra
  9. Seda (Unilever) - 1,82 bilhão de atos de compra
  10. Indomie (Indofood) - 1,78 bilhão de atos de compra

Marcas locais x globais

As marcas locais cresceram em 2018, segundo o estudo. Elas já representam 64,8% de todas as marcas escolhidas pelos consumidores, o que representou um ganho de participação de 0,3% em comparação com o ano anterior. As marcas globais são escolhidas 35,2% das vezes.

O relatório afirma que, apesar de as marcas locais ganharem participação, fabricantes globais têm encontrado formas de ganhar espaço regionalmente. Um exemplo é a Unilever, que tem adaptado seus produtos às necessidades regionais, com marcas como Wheel e Surf Excel, no setor de cuidados com o lar, e Clinic Plus, no setor de cuidados pessoais.

"As marcas globais de consumo massivo têm grandes oportunidades para crescer considerando as especificidades dos mercados locais e adaptando sua oferta às escolhas, preferências e comportamentos de compra dos consumidores locais", declarou Josep Montserrat, CEO da Divisão Worldpanel da Kantar.

Mais Mídia e Marketing