PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

EUA: Companhias aéreas vão fiscalizar e até barrar passageiros sem máscara

Turista usa máscara de proteção contra o coronavírus no Aeroporto Internacional de Los Angeles, nos Estados Unidos - Getty Images
Turista usa máscara de proteção contra o coronavírus no Aeroporto Internacional de Los Angeles, nos Estados Unidos Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

15/06/2020 20h24

As principais companhias aéreas dos Estados Unidos anunciaram hoje que pretendem fiscalizar com mais rigor o uso de máscaras a bordo de seus aviões. Algumas empresas consideram inclusive proibir a entrada de passageiros sem proteção nos aviões.

Sete grandes companhias — incluindo American Airlines, Delta Air Lines, Southwest Airlines e United Airlines — prometeram lançar novas políticas de prevenção ao coronavírus.

"Cada companhia determinará as consequências apropriadas para os passageiros que não estiverem em conformidade com as regras da empresa quanto à cobertura facial", disse a Airlines for America, o grupo que reúne as principais transportadoras do país.

Segundo a CNN, o grupo decidiu agir por conta da falta de ação federal.

A United Airlines, por exemplo, divulgou um comunicado dizendo que barrará a entrada de passageiros sem máscara no avião a partir da próxima quinta-feira (18).

De acordo com a companhia, os comissários de bordo estão sendo instruídos a avisar os passageiros sobre a regra e oferecer a eles uma máscara. Se a pessoa se recusar a usar a proteção, o comissário apresentará um relatório depois que o voo chegar ao seu destino e, após análise da companhia, o passageiro pode ser incluído em uma "lista interna de restrições de viagem" e proibido de viajar pela empresa "por tempo indeterminado".

Passageiros não precisam usar máscara na hora de comer ou beber. Crianças pequenas e pessoas com determinadas condições médicas também não precisam vestir a proteção.