PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Alemanha tem queda histórica de 10,1% do PIB no 2º trimestre

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel; economia do país sente os efeitos da pandemia  - Sean Gallup/Getty Images
A chanceler da Alemanha, Angela Merkel; economia do país sente os efeitos da pandemia Imagem: Sean Gallup/Getty Images

Do UOL, em São Paulo*

30/07/2020 06h40

A Alemanha registrou no segundo trimestre de 2020 uma queda histórica de 10,1% do Produto Interno Bruto (PIB), consequência das medidas de restrição aplicadas para limitar a propagação do coronavírus, anunciou hoje o Destatis (Escritório Federal de Estatísticas).

Na comparação com o segundo trimestre de 2019, a queda foi de 11,7%.

"Este o retrocesso mais grave do indicador desde o início das medições trimestrais do PIB na Alemanha em 1970", afirma o Destatis em um comunicado.

O recorde anterior era a queda de 4,7% no primeiro trimestre de 2009, em plena crise financeira mundial.

"No segundo trimestre de 2020, tanto as exportações como as importações de bens e serviços registraram forte queda", destacou o Destatis.

A economia alemã sofreu um choque provocado pelo confinamento, que paralisou a produção de muitos setores, mas que também reduziu o comércio e derrubou a produção.

Em abril, em plena restrição sanitária, a produção industrial, crucial para a maior economia da zona do euro, sofreu uma queda histórica de 17,9%.

Os pedidos da indústria caíram 25,8% e as exportações 31,1%.

* Com informações da agência AFP