PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

BC melhora de -5% para -4,4% estimativa para o PIB em 2020

Do UOL, em São Paulo

17/12/2020 08h12Atualizada em 17/12/2020 09h41

O BC (Banco Central) melhorou a estimativa de queda para o PIB (Produto Interno Bruno) brasileiro para -4,4% em 2020. A projeção foi publicada no Relatório Trimestral de Inflação, divulgado hoje. Em setembro, a expectativa da instituição era de uma queda maior, de 5%.

O PIB é a soma dos bens e serviços finais produzidos no país.

No mês passado, o Ministério da Economia revisou sua projeção para a recessão em 2020 e disse esperar uma queda de 4,5% no PIB neste ano. Anteriormente, a retração estimada para a economia este ano era de 4,7%.

No documento divulgado hoje, o BC destaca que "os resultados promissores nos testes das vacinas tendem a trazer melhora da confiança e normalização da atividade no médio prazo".

"As condições do mercado financeiro global permanecem acomodatícias, com a comunicação de diversos bancos centrais sinalizando que os estímulos monetários terão longa duração, o que permite um ambiente favorável para economias emergentes", diz um trecho.

Para 2021, o BC baixou a expectativa de crescimento de 3,9% para 3,8%. A previsão é mais otimista que a do Ministério da Economia, que estima alta de 3,2%.

A instituição explicou, no entanto, que a estimativa é "condicionada ao arrefecimento gradual da crise sanitária e à manutenção do regime fiscal".

Inflação

O BC também informou que a sua estimativa de inflação para 2020 subiu de 2,1% em setembro deste ano para 4,3%.

A previsão está acima da meta central da inflação, de 4%, mas dentro da margem de 1,5 ponto percentual para mais ou menos, ou seja, podendo variar entre 5,5% e 2,5%.

"As últimas leituras de inflação foram acima do esperado e, em dezembro, apesar do arrefecimento previsto para os preços dos alimentos, a inflação ainda deve se mostrar elevada", destacou o relatório.

Para 2021 e 2022, o Banco Central projetou uma inflação de 3,4%.