PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Rússia não está só: veja outros 10 países que não têm McDonald's

Mc Donald"s está de saída da Rússia por causa da guerra e sanções econômicas ao país - Getty Images/iStockphotos
Mc Donald's está de saída da Rússia por causa da guerra e sanções econômicas ao país Imagem: Getty Images/iStockphotos

Rebecca Vettore

Colaboração para o UOL

16/03/2022 04h00

Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia na madrugada do dia 24 de fevereiro, mais de 300 empresas suspenderam suas operações no país, de acordo com informações da Universidade de Yale (EUA). A saída do McDonald's na última terça-feira (8) foi uma das mais sentidas pelos moradores, gerando filas nas lojas e estoques dos produtos nas casas.

A primeira lanchonete do fast-food foi construída em solo russo em 1990 e representou um marco importante da chegada do capitalismo na então comunista União Soviética. Quase dois anos depois da inauguração da loja na Praça Pushkin, o regime caiu.

Em mais de 30 anos da presença da marca na Rússia, foram criados outros 847 pontos de vendas da empresa norte-americana.

Apesar de ser extremamente popular em diversas regiões do mundo, como o Brasil, existem países onde o McDonald's nunca abriu uma sede e há nações onde o fast-food simplesmente faliu.

Países onde o McDonald's faliu

Dos territórios onde a marca já esteve presente, existem alguns países onde nem a fama do Mc foi suficiente para manter suas unidades em funcionamento.

  • Bolívia: as oito unidades da marca passaram 14 anos sobrevivendo com os números no vermelho no país. Com o fechamento das lojas, a Bolívia se tornou a primeira nação latino-americana a não ter mais a presença do McDonald's;
  • Islândia: a falência na ilha nórdica aconteceu por dois motivos em 2008: a dificuldade logística de obter insumos padrão Mc e o desinteresse da população pelos lanches;
  • Barbados: em apenas um ano, a única loja do Mc fechou as portas na ilha caribenha. Apesar da boa condição econômica do país, o fast-food não conseguiu competir com os restaurantes de frutos do mar;
  • Irã: o McDonald 's existiu no país até a República Islâmica chegar em 1979. Desde então, a multinacional ainda não conseguiu retornar. Apesar da saída, a marca não deixou de existir totalmente: os iranianos criaram um clone do fast-food chamado "Mash Donald's";
  • Jamaica: depois de dez anos, a rede fechou as portas na Jamaica. A teoria mais famosa sobre a falência é que o tamanho dos lanches do Mc era muito pequeno para a população. Por produzir alimentos maiores, o Burger King conseguiu manter sua presença firme e forte na terra do Bob Marley.

Países onde a rede de fast-food nunca pisou

O Mc pode ser encontrado em milhares de locais ao redor do mundo. Dos 193 países e 17 territórios reconhecidos pela ONU (Organização das Nações Unidas), existem 35 mil restaurantes espalhados por 119 países e territórios. Mas dependendo da região, o número de franquias não é proporcional à quantidade de nações. Por exemplo, só quatro dos 54 países africanos têm sedes da marca. Conheça alguns dos locais onde a rede nunca pisou no mundo:

  • Camboja: a rejeição veio pelo lado da empresa norte-americana. O Camboja nem entrou na lista de países com McDonald's por ter sido considerado um país com uma economia pouco desenvolvida que não sustentaria os restaurantes;
  • Bermudas: na ilha simplesmente é proibido por lei a entrada de qualquer restaurante fast-food. O KFC foi a única marca de comida rápida a entrar no país, pois chegou antes da legislação ser efetivada;
  • Gana: esse é outro país onde a marca não acredita que tenha condições de sustentar um restaurante;
  • Iêmen: a nação é uma das poucas da vizinhança árabe que não tem uma loja instalada. Além do país não ter despertado interesse econômico da marca, empresas estrangeiras não são bem aceitas no território;
  • Coreia da Norte: nada do que é de origem norte-americana é bem aceito pelo governo norte-coreano, e o McDonald's não ficou de fora da regra.