PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Refeição self-service em SP custa em média R$ 65 o quilo, mostra Procon

Restaurantes self-service em SP têm preço médio de R$ 65,22, mostra pesquisa - martin-dm/iStock
Restaurantes self-service em SP têm preço médio de R$ 65,22, mostra pesquisa Imagem: martin-dm/iStock

Colaboração para o UOL

29/03/2022 18h50

Uma pesquisa do Procon-SP em parceria com o Dieese comparou os valores de quatro tipos de refeições servidas em restaurantes da capital de São Paulo desde o ano de 2020. O estudo mostra que o preço médio de uma refeição self-service por quilo é de R$ 65,22. Os meses analisados foram janeiro de 2020, outubro de 2021 e fevereiro de 2022.

Já para as refeições self-service com preço fixo, a média ficou em R$ 35,90. Os pratos executivos com frango como proteína chegam a R$ 30,48, e as refeições do tipo prato do dia, o famoso PF (Prato Feito), registraram preço médio de R$ 23,19.

A pesquisa teve uma amostra inicial de 350 restaurantes, mas desde o início do acompanhamento dos preços, em 2020, 148 tiveram que ser substituídos. Isso porque, com as medidas restritivas e demais efeitos da pandemia, muitos tiveram que encerrar suas atividades ou mudar suas práticas. Alguns passaram a fazer delivery ou vender refeições congeladas, o que os colocaria em outra categoria.

Para realizar a comparação de preços, a amostra foi diminuída para conter 138 restaurantes que vendiam pelo sistema self-service por quilo. O resultado aponta que, desde o início do levantamento em 2020 até esta última pesquisa, em fevereiro deste ano, a variação acumulada dos preços praticados foi de 13,2%. Os valores não consideram o aumento do preço do gás, já que os dados foram coletados antes do último reajuste.

Em nota, o Procon-SP alertou para alguns fatores a serem observados pelos consumidores na hora de escolher onde fazer suas refeições. Não são boas práticas dos estabelecimentos que oferecem comida por quilo informarem o preço apenas ao equivalente a 100g e nem deixar de informar o valor da tara (peso do prato). Além disso, é proibido veicular promoção informando apenas que é por "tempo limitado", sem apresentar a data de seu término.