PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

McDonald's é acusado de vender sanduíche menor que o mostrado em anúncios

As redes de fast food McDonald"s e Wendy"s estão sendo acusadas de vender sanduíches menores que os dos anúncios - Divulgação/McDonald"s
As redes de fast food McDonald's e Wendy's estão sendo acusadas de vender sanduíches menores que os dos anúncios Imagem: Divulgação/McDonald's

Do UOL, em São Paulo

18/05/2022 16h34

As redes de fast food norte-americanas McDonald's e Wendy's estão envolvidas em um processo judicial em que são acusadas de propaganda enganosa. A ação foi protocolada ontem na Corte Distrital Americana para o Distrito Leste de Nova York, nos Estados Unidos.

De acordo com o processo, os sanduíches das cadeias de restaurantes são muitos maiores nas campanhas e recebem uma quantidade maior de ingredientes.

Com 35 páginas, o processo defende que os itens alimentícios nas propagandas são compostos de hambúrgueres de carne maiores do que os vendidos. O McDonald's e o Wendy's, segundo as acusações, "exageram materialmente o tamanho de seus recheios, utilizando a mesma prática deceptiva".

"As propagandas de seus hambúrgueres e itens do menu são injustas e prejudiciais, financeiramente, aos seus consumidores, já que eles estão recebendo comida que é muito menor em valor do que foi prometido", diz a ação, de acordo com o jornal estadunidense "The Washington Post".

Em relação ao sanduíche Bourbon Bacon Cheeseburger, da rede Wendy's, um internauta acusou o lanche de não valer os US$ 9 (R$ 44,8) porque o lanche é bem menor do que o anunciado.

"Isso é o seu novo Bourbon Bacon Burger??! Isso não vale 9 dólares. Vocês estão loucos. Olhe para isso...", escreveu.

Segundo o processo, os anúncios utilizam carnes malpassadas, para garantir o tamanho maior. "[Essa decisão] assegura um hambúrguer grande e carnudo, já que carne completamente cozida tende a encolher", explicam.

Até agora, o único demandante na ação é Justin Chimienti, que procura compensação e danos punitivos pelas supostas violações das leis de proteção ao consumidor. O processo é, inclusive, organizado pelos mesmos escritórios que acusaram, em março, o Burger King de vender o lanche Whopper em tamanho 35% menor que nos anúncios.