PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Homem anuncia notebook, desconfia de golpe e fatura R$ 70 do ladrão

Gabriel Teixeira resolveu ir até o fim para querer sacanear o golpista - Reprodução/TikTok
Gabriel Teixeira resolveu ir até o fim para querer sacanear o golpista Imagem: Reprodução/TikTok

Luccas Lucena

Do UOL, em São Paulo

08/06/2022 20h33Atualizada em 09/06/2022 10h17

Um vendedor que está se desfazendo de um notebook compartilhou no TikTok uma tentativa de golpe que sofreu durante a negociação, que terminou com uma vingança criativa e lhe rendeu alguns reais. O golpista que tentou comprar o MacBook Pro de Gabriel Teixeira, 23, acabou caindo em seu "contragolpe", elaborado com paciência, e ainda depositou R$ 70 na conta do rapaz na tentativa de que ele despachasse o computador.

Em uma das publicações, Teixeira mostra que o comprador o chamou na plataforma de negociações OLX e, logo de cara, pediu o WhatsApp para a conversa continuar por lá. Ele "queria tanto" o eletrônico que disse que o pegaria no mesmo dia, independentemente do horário e do local — enquanto o vendedor é de São José dos Campos, no interior de São Paulo, o golpista dizia ser da capital paulista.

Ao UOL, ele contou que foi nessa hora que a desconfiança começou. "Comecei a desconfiar que era golpe quando o suposto comprador não quis negociar valores e já queria meu contato para vir buscar o MacBook. Então, passei meu contato e fiquei bem atento em cada detalhe".

O dono do produto afirmou que passou o e-mail e a partir daí teve certeza da fraude. "Recebi mensagem de confirmação de venda da OLX, foi aí que percebi que era golpe, porque o e-mail não era de domínio da OLX, e sim era um @gmail.com", disse Teixeira. Além disso, foram pedidas algumas informações sensíveis, como CPF e nome da mãe.

Para não passar batido, Teixeira continuou "dando corda" para o golpista e cedeu dados fictícios. No dia seguinte, fingindo estar disposto a entregar o produto, pediu R$ 70 para comprar uma passagem e supostamente ir de São José dos Campos até São Paulo, onde um entregador de aplicativo o encontraria para realizar o transporte.

Por nem ter saído da cidade em que estava, ele começou a blefar dizendo o tempo que demoraria para chegar ao local marcado. Prevenindo algum descuido, Teixeira fez questão de gravar um vídeo dentro da rodoviária mostrando o notebook e que o ônibus partiria em alguns minutos.

Caprichando ainda mais, Teixeira embalou uma caixa semelhante à de um notebook, mas contendo um pacote de papel sulfite, uma folha com uma imagem de um notebook e um aviso de que a polícia já estava com o número dele.

Ele admite que foi "muito além" do necessário, mas queria saber como funciona esse tipo de golpe, já que nunca foi vítima de um.

"Fui muito além que qualquer pessoa iria, tenho certeza disso. Mas estava dando corda para saber como funcionam esses golpes na internet, que infelizmente muita gente cai", disse Teixeira. "Meu anúncio continua ativo na plataforma e outros aparecerem com os mesmos golpes. Inacreditável!".

Após o golpista se dar conta de que não tinha sido bem-sucedido nessa tentativa, começou a xingar Teixeira e o bloqueou em seguida.

"Eu mandei mensagens como: "E aí, o MacBook chegou? Ele é de ótima qualidade né?", brincou o jovem. "Ele começou a me xingar por áudio e falou que não fazia mal ter falhado nesse golpe, pois faria outros".

comprovantes - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
E-mail falso da OLX foi percebido pelo jovem, que ainda conseguiu que golpista depositasse valor referente a transporte da mercadoria
Imagem: Arquivo pessoal

Golpes em plataformas de venda

A OLX afirmou que o golpe da compra confirmada é líder em fraudes respondendo por 32% dos casos fraudulentos em 2021. Ele ocorre quando é enviado um falso comprovante de depósito com os dados da vítima por e-mail ou aplicativo de mensagem, fazendo a pessoa acreditar que o valor já foi depositado, para que a vítima entregue o produto da venda. Quando o golpe é percebido, normalmente, o produto já foi despachado e não há mais respostas às mensagens.

A plataforma recomenda que as negociações sejam feitas exclusivamente no chat e não por fora, como em aplicativos de mensagem. E também que o produto só seja entregue após a confirmação do depósito na conta bancária ou carteira digital.

Essa fraude é seguida pelas de anúncio falso e roubo de dados, ambas representando 24% das incidências.

O prejuízo estimado com esses crimes em 2021 foi de cerca de R$ 650 milhões, sendo os eletrônicos a categoria mais visada. Celulares estão no topo da lista dos produtos mais envolvidos em golpes, representando 45% do total. Videogames ficam em segundo lugar com 16%, seguido de computadores, com 15%.