PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

C6 Bank, BTG Pactual/Pan e Inter lideram ranking de reclamações; veja lista

Cartão do banco digital C6 Bank - Reprodução/Instagram/@c6bank
Cartão do banco digital C6 Bank Imagem: Reprodução/Instagram/@c6bank

Do UOL, em São Paulo

21/07/2022 20h10Atualizada em 21/07/2022 20h50

Os bancos C6 Bank, BTG Pactual/Pan e Inter lideram o ranking de reclamações de clientes do levantamento realizado pelo Banco Central para o 1º trimestre de 2022.

A lista, que considera os 15 maiores bancos, financeiras e instituições de pagamentos, foi divulgada nesta quinta-feira pela autoridade monetária.

Confira a lista dos seis primeiros bancos no ranking:

  • 1º: C6 Bank
  • 2º: BTG Pactual/Banco Pan
  • 3º: Banco Inter
  • 4º: Banco BMG
  • 5º: Santander
  • 6º: Bradesco

O C6 Bank, que já havia terminado o quarto trimestre na liderança do ranking, ficou novamente em primeiro e teve índice de reclamações de 77,99, com 1.265 registros procedentes. Os maiores números de reclamações contra o grupo foram ligadas à segurança e integridade, além de cartão de crédito, crédito consignado e internet banking.

Em segundo lugar, o BTG Pactual/Banco PAN teve índice de 68,20 e 1.290 reclamações procedentes, e, em terceiro, o Inter ficou com índice de 48,5 pontos, com 833 reclamações procedentes.

O índice de reclamações é calculado com base no número de reclamações consideradas procedentes, dividido pelo número de clientes da instituição, multiplicado por 1.000.000. Na prática, quanto maior o índice, pior a classificação da instituição. O ranking é trimestral.

Na lista com as 15 maiores instituições, o BMG é a quarta instituição mais reclamada (índice de 47,2), seguida de Santander (27,37) e, em sexto lugar, o Bradesco (25,22).

Entre as reclamações mais frequentes contra as instituições estão "irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito" (2.312), "irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações dos serviços relacionados a operações de crédito" (1.158), e "oferta ou prestação de informação sobre crédito consignado de forma inadequada" (1.515).

A divulgação da pesquisa foi atrasada devido aos efeitos de uma greve de servidores do Banco Central neste ano.

O que dizem os bancos

Consultado pela reportagem, o C6 Bank declarou que reduzir o número de reclamações e aumentar o índice de solução estão entre as prioridades do grupo, inclusive premiando os atendentes que resolvem melhor os problemas dos clientes.

"Desde que passou a figurar no ranking que reúne as instituições com mais de 10 milhões de clientes, o C6 Bank registra seguidas quedas no índice do Banco Central, com melhora de 47,85% ante o resultado do 3ª trimestre de 2021. Entre as iniciativas desenvolvidas nos últimos meses estão o treinamento, a especialização e a ampliação das equipes de atendimento. Continuaremos investindo nossos esforços para promover melhorias constantes na operação."

Já o Banco Pan informou que adota medidas constantemente para melhorar a experiência dos clientes, entre elas, digitalizar processos e incluir ferramentas no aplicativo do banco. "O Pan reforça, ainda, sua posição de respeito aos clientes e está à disposição em todos os seus canais de atendimento."

O Banco Inter disse que segue aperfeiçoando os seus canais de atendimento. "O Inter reforça ainda o seu compromisso de respeito aos clientes e o propósito de oferecer uma jornada completa, do banco ao shopping, digital e gratuita para todos."

Segundo o BMG, o banco também segue empenhado em solucionar os casos e realiza revisões de processos. "[Oferecemos] uma gama diversificada de canais oficiais de atendimento para resolução das demandas, a fim de garantir a melhor experiência para seus clientes", completou.

O Santander afirma que "trabalha continuamente na melhoria dos seus processos, ofertas e atendimento, tornando-os mais simples e ágeis para garantir a satisfação dos consumidores com o banco".

O Bradesco reforçou que trabalha para acompanhar as reclamações dos clientes e priorizar o atendimento nas solicitações. "Reduzir os índices de reclamação é foco permanente do banco. Todos os apontamentos são acompanhados de perto pela Ouvidoria. O objetivo é oferecer qualidade no atendimento a todos os clientes e usuários de seus produtos e serviços."

*Com Estadão Conteúdo e Reuters