PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Por que o TikTok divide bilionários famosos entre herdeiros e novos ricos?

Old money x new money: qual a diferença entre os termos e a origem das riquezas? - Tom Merton/Getty Images
Old money x new money: qual a diferença entre os termos e a origem das riquezas? Imagem: Tom Merton/Getty Images

Gabriela Bulhões

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/08/2022 04h00

Os termos old money e new money (dinheiro antigo e dinheiro novo, em inglês) estão em alta nas redes sociais. Só no TikTok, são mais de 1,5 bilhão de visualizações sob a hashtag #oldmoney e 131 milhões sob #newmoney.

Mas, o que estes termos querem dizer? Old money e new money se referem às fortunas de famílias tradicionais e aos chamados novos ricos. São conceitos que se erguem sobre três pilares: moda, vida social e patrimônio.

Old money é usado para definir fortunas acumuladas por gerações e herdadas pelo próximo da fila. São representantes de impérios econômicos, como os da família Rockefeller e Vanderbilt nos EUA.

Old money também se refere a um conjunto de costumes, explica Tete Conde, fundadora da House 33 Marketing.

@teteconde Vamos falar de OLD MONEY de verdade??? Então vamos falar do casamento do ano Beckham Peltz que mostrou para o mundo o que é riqueza de gerações. #oldmoney #oldmoneyaesthetic #beckham #beckhamwedding #nicolapeltz #romeobeckham #nicolapeltzwedding #harrywinston #diamond #uppereastsidenyc #gossipgirl ? som original - Tete Conde

Por que eles atraem tanto interesse? O sucesso nas redes sociais se explica pelo fato de pessoas comuns tentarem reproduzir a referência no estilo de se vestir. Tete Conde afirma que a viralização nas redes ocorre pela necessidade de pertencer a essa comunidade.

Quais são as famílias Old Money no Brasil? As cinco famílias mais ricas são: Safra, Trajano, Moreira Salles, Pinheiro e Batista. Segundo o último ranking de bilionários da Forbes, dos 62 brasileiros que possuem mais de US$ 1 bilhão, 34 herdaram a fortuna.

Por exemplo, a família Safra, do setor bancário, detém um patrimônio de cerca de US$ 16 bilhões. A família Pinheiro é fundadora do plano de saúde Hapvida, com uma fortuna de US$ 7,5 bilhões. A família Batista segue com a empresa JBS, com um patrimônio de US$ 7,2 bilhões. E a família Trajano administra mais de US$ 13 bilhões com o Magazine Luiza.

Outro exemplo é a família Moreira Salles. Os filhos do banqueiro Walther Moreira Salles herdaram 80% do nióbio de ferro produzido no mundo e são acionistas do Itaú Unibanco. O patrimônio é de mais de US$ 10 bilhões.

Quem são os new money? Os new money são pessoas que construíram sua fortuna na atual geração em negócios como criptomoedas e fintechs. Isso já diferencia o estilo de vida.

Para o economista Ronaldo Pagliotto, os old money são mais conservadores por terem herdado sua fortuna e costumes. Os new money são despojados dessa herança cultural.

Segundo o ranking da Forbes, os cinco maiores bilionários brasileiros que conquistaram seu patrimônio pelo próprio esforço são: Jorge Paulo Lemann, Eduardo Saverin, Marcel Herrmann Telles, Jorge Moll Filho e Carlos Alberto Sicupira.

Lemann, Hermann Telles e Sicupira são acionistas da cervejaria AB Inbev (dona da Ambev). Já Eduardo Saverin soma um patrimônio de US$ 10,6 bilhões por ser o cofundador do Facebook, enquanto Moll Filho é o presidente do conselho de administração da Rede D'or São Luiz.

Um new pode se tornar um old? Para a cientista social Júlia Pavão, a mobilidade social depende do quanto conseguimos acumular de capital. Existem quatro tipos de capital, de acordo com o sociólogo Pierre Bourdieu: cultural (conhecimento); financeiro (dinheiro); social (contatos estratégicos) e simbólico (prestígio).

A soma de todos indica o seu lugar na sociedade. Portanto, os old money não herdam só o dinheiro, e sim todos os outros capitais.

Old money x new money: Júlia Pavão diz que os new money não possuem os mesmos capitais que os old money. São duas classes riquíssimas com grandes contrastes. Ela afirma que os novos ricos querem mostrar que são ricos, diferentemente dos nascidos afortunados, que são discretos.

Os herdeiros estão preocupados em dar continuidade ao capital, enquanto os novos bilionários focam em qual legado querem deixar.