IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Perícia encontra fungos e ovos de parasitas em molhos da Fugini no RS

Imagens publicadas por consumidores basearam abertura de inquérito no Rio Grande do Sul sobre molhos de tomate da Fugini - Reprodução
Imagens publicadas por consumidores basearam abertura de inquérito no Rio Grande do Sul sobre molhos de tomate da Fugini Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

18/05/2023 15h22Atualizada em 19/05/2023 07h33

Laudos do Instituto Geral de Perícia do Rio Grande do Sul apontaram contaminação por fungos e ovos de parasitas em amostras de molho de tomate da marca Fugini.

O que aconteceu?

A perícia considerou produtos de lotes diversos e adquiridos em mercados diferentes. "Todos eles têm exatamente a mesma análise para os fungos e os ovos de parasita que foram encontrados", disse a delegada Jeiselaure de Souza, da 1ª Delegacia de Polícia de Viamão, cidade da região metropolitana de Porto Alegre.

A contaminação torna o produto impróprio para consumo humano porque alimentos com fungos estão associados a toxinas prejudiciais à saúde, avaliou a perícia em laudo enviado ontem (17) às autoridades.

Entre as consequências, o laudo aponta a piora de quadros alérgicos ou "diversos tipos de infestação nos humanos", detalhou Souza.

A empresa ainda não foi convocada a se manifestar, o que deve ser feito amanhã, afirmou a delegada. "Agora, o desdobramento da investigação será com a intimação dos responsáveis da empresa, para que venham efetivamente aqui ser interrogados e aí nas próximas semanas, possivelmente, já vamos ter a conclusão deste inquérito", informa Jeiselaure.

Ao UOL, a Fugini informou que está deixando de usar conservantes artificiais em seus produtos e alguns ingredientes. Segundo a empresa, esse processo, associado à falta de conhecimento da população, está provocando "rumores infundados" entre consumidores. Ainda de acordo com a companhia, o processo dela é automatizado e o índice de ocorrências é de três em cada milhão.

Isso não significa, de forma alguma, que o produto tenha um problema de qualidade, mas sim que ele está passando por um processo de oxidação ou decomposição natural, assim como pode acontecer com as frutas, o ovo ou o pão, por exemplo. Esse fato também pode ocorrer pelo armazenamento por período incorreto na geladeira."
Fugini, em nota ao UOL

Inquérito não tem relação com avaliação da Anvisa sobre marca

Em março deste ano, a Anvisa chegou a suspender a venda de produtos da Fugini após "falhas graves" na fabricação dos produtos durante inspeção sanitária na fábrica da empresa. A suspensão caiu em abril após nova visita técnica da inspeção sanitária.

O inquérito em curso envolvendo molhos de tomate da marca foi instaurado em dezembro de 2022 e não tem relação com a decisão da Anvisa, explicou a delegada.

A motivação foi a reclamação de consumidores, que publicaram nas redes sociais vídeos de "corpos estranhos" que saía dos produtos da marca.