Conteúdo publicado há 3 meses

Funcionário será indenizado após série de assaltos em farmácia de Salvador

A rede de farmácias Drogasil foi condenada pelo TRT-5 (Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região) a indenizar em R$ 8 mil um funcionário de uma das unidades, em Salvador, após o trabalhador sofrer uma série de assaltos no local. Cabe recurso.

O que aconteceu

A desembargadora Eloína Machado, relatora do caso no tribunal, entendeu que foram comprovadas a ocorrência dos assaltos na farmácia e a ausência de seguranças ou vigias.

Os assaltos aconteciam durante a madrugada, segundo o TRT-5.

A magistrada afirma ainda "que o relatório médico confirmou que os assaltos resultaram em estresse psicológico para o trabalhador, ocasionando quadro de ansiedade, angústia, insônia, tremores e irritabilidade".

Machado argumentou que compete não apenas ao Estado, mas também ao empregador, "cumprir e fazer cumprir as normas de segurança e medicina do trabalho, como estabelece o inciso I do art. 157 da CLT."

Por meio de nota, a Drogasil informou que irá recorrer da decisão. "A Drogasil está recorrendo da decisão por entender que não tem responsabilidade sobre um tema de segurança pública".

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes