Bolsas

Câmbio

Produção de veículos no Brasil cresce 4,7% em julho ante junho, mas cai 15% sobre um ano antes

SÃO PAULO, 4 Ago (Reuters) - A produção de veículos do Brasil em julho subiu 4,7% sobre junho, a 189,9 mil unidades, informou a associação de montadoras Anfavea, nesta quinta-feira (4). No comparativo com julho de 2015, o volume montado foi 15,3% menor.

Enquanto isso, as vendas de veículos novos no país no mês passado somaram 181,4 mil unidades, alta de 5,6% ante junho e queda de 20,3% na comparação com um ano antes.

"Embora este tenha sido o melhor mês do ano em vendas, ainda não conseguimos dizer que é um início de recuperação (...) Mas na relação mês a mês sobre o ano anterior o mercado está caminhando em direção às nossas previsões", afirmou o presidente da Anfavea, Antonio Megale, a jornalistas.

Queda no acumulado do ano

No acumulado dos sete primeiros meses do ano, a produção de veículos brasileira teve baixa de 20,4%, a 1,2 milhão de unidades. Os licenciamentos acumularam queda de 24,7%, a 1,165 milhão de veículos, e as exportações de veículos e máquinas agrícolas recuaram 8,1%, para US$ 5,79 bilhões.

As expectativas da Anfavea para a indústria de veículos este ano indicam retração de 5,5% na produção, para 2,296 milhões de unidades, e queda de 19% nos emplacamentos, para 2,080 milhões. Para as exportações, a entidade espera queda de 1% sobre 2015, para US$ 10,4 bilhões.

A indústria encerrou julho com 126.814 postos de trabalho ativos, 6,6% abaixo do registrado um ano ante e 0,9% menos que em junho.

Já os estoques tiveram nova queda, passando a 222,2 mil veículos novos em julho ante 225,6 mil unidades em junho. Em termos de dias de vendas, os inventários de julho são equivalentes a 37 dias de comercialização, segundo apresentação da entidade.

(Por Alberto Alerigi Jr., edição Paula Arend Laier)

Veja como ficou a nova casa do Salão de SP

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos