Cielo estrutura FDIC para captar recursos em oferta pública com esforços restritos

SÃO PAULO (Reuters) - A Cielo está estudando alternativas para operações de antecipação de recebíveis e estruturando um fundo de investimento em direitos creditórios (FIDC) para captar recursos no mercado, informou a empresa de meios de pagamentos em comunicado nesta quinta-feira.

A empresa planeja uma oferta pública com esforços restritos de colocação das cotas do FIDC, que segundo a nota, deverá ser o principal veículo para operações de antecipação de recebíveis. A Cielo esclareceu, ainda, que não pretende ser a única cotista do fundo e deve procurar investidores profissionais para subscrição das cotas.

Na véspera, o jornal O Estado de S. Paulo noticiou em sua Coluna do Broadcast que a Cielo estava consultando investidores para lançar novo FIDC de até 5 bilhões de reais, dos quais 3 bilhões de reais ficariam com a empresa e 2 bilhões de reais com investidores profissionais.

(Por Gabriela Mello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos